Verbas são insuficientes para o índice de pobreza que atinge os açorianos

0
23
DR

A deputada do PSD/Açores, Maria João Carreiro, reforçou hoje o alerta que o partido “já faz há muito tempo”, de que a verba inscrita anualmente no Plano e Orçamento para a Ação Social Escolar (ASE) “é manifestamente insuficiente, perante o número significativo de alunos que beneficiam daquele apoio e perante o índice de pobreza que atinge o povo açoriano”.

Vem isto a respeito da Inspeção Regional da Educação (IRE) ter detetado, numa auditoria à organização e funcionamento do sistema de ASE da Região, “que há escolas que não estão a garantir a distribuição de fruta aos alunos que está prevista em portaria, e também não estão a fornecer material para a prática de educação física, tudo por indisponibilidade orçamental”, refere a social democrata.

Maria João Carreiro sublinha que, “já no âmbito da discussão do Plano e Orçamento, o PSD/Açores tem apelado, sucessivamente, ao reforço da verba inscrita, apresentando uma proposta de alteração que tem sido chumbada pela maioria socialista no parlamento açoriano”, critica.

“Defendemos há muito o reforço da ASE para derrubar barreiras à aprendizagem. Mas o PS tem preferido sacrificar os cerca de 65% dos alunos que beneficiam daquele apoio para, por mera teimosia política, não reconhecer que a razão está do lado do PSD/Açores. O que agora foi confirmada pelo Relatório da IRE, cujas conclusões foram agora tornadas públicas”, afirma.

A deputada adianta que a escola é, por excelência, “o palco dedicado ao desenvolvimento integral do indivíduo e onde, a par da família, as crianças e jovens adquirem os saberes e os valores que lhes permitirão formar-se como profissionais úteis e cidadãos ativos e participantes na sociedade”.

“A desigualdade na escola requer medidas e ações que permitam mitigar os efeitos dessa desigualdade”, defende.

“O Governo Regional tem de assumir a educação como o pré­ requisito elementar para o desenvolvimento político e económico, para a democracia e igualdade social. E tem de passar dos slogans, dos anúncios e das meras intenções à definição de políticas eficazes “, avança Maria João Carreiro.

“Os Açores merecem um novo rumo na Educação, em prol do seu desenvolvimento”, assume a deputada do PSD, para quem “só com a Educação haverá uma mobilidade social ascendente”.

Pelo que o setor “tem de ser uma prioridade, mobilizando todos os açorianos e definindo-se ações concretas por mais e melhor educação”, conclui.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO