“O País precisa de estabilidade para continuar no bom caminho”, defende Lara Martinho

0
6
DR

“Ao longo dos últimos quatro anos, nós assistimos a um crescimento assinalável do turismo, não só a nível regional, mas também a nível nacional, que contribuiu decisivamente para a recuperação económica do país, para a criação de postos de trabalho e também para a afirmação de Portugal e da região a nível internacional”, afirmou Lara Martinho durante uma visita ao empreendimento turístico Caparica-Azores EcoLodge, localizado na freguesia dos Biscoitos, na ilha Terceira.

Na opinião da candidata do PS/Açores às Eleições Legislativas nacionais do próximo dia 06 de outubro, a Caparica-Azores EcoLodge “é um belo exemplo da qualificação da oferta turística feita aqui na Terceira, mas também por todos os Açores, de aposta no turismo sustentável, no turismo de Natureza, que é a imagem de marca dos Açores e deve continuar a ser a nossa imagem de marca.”

A atual deputada do Partido Socialista à Assembleia da República recordou que “ao longo desta última legislatura, nós temos reivindicado junto do Governo da República a necessidade de uma conclusão, tão célere quanto possível, das negociações do Quadro Financeiro Plurianual, para não existir gaps em termos de investimento na região.”

“Além disso, também temos reivindicado a manutenção e, se possível, um reforço dos fundos, no âmbito da Política de Coesão e da Política Agrícola Comum, aqui com uma particular ênfase no reforço do POSEI, que é uma questão para nós muito importante, e a manutenção da taxa de cofinanciamento em 85%”, lembrou Lara Martinho.

A deputada socialista destacou “o importante apoio do Turismo de Portugal, em colaboração com o Governo Regional, na promoção turística da nossa região a nível nacional e, acima de tudo, a nível internacional” e deixou claro o compromisso socialista para que, “numa próxima legislatura, possamos continuar este caminho de recuperação de rendimentos e de melhoria das condições de vida de todos os açorianos e de todos os portugueses que se sentiu ao longo destes quatro anos desta legislatura.”

Angra do Heroísmo, 19 de agosto de 2019

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO