Vulcão da Praia do Norte foi há 350 anos

0
19
blank
cabeço do fogo

A Praia do Norte é uma das primeiras cinco freguesias do Faial, a par da Matriz, Feteira, Castelo Branco e Praia do Almoxarife. Existiam já em 1568, como nos atesta uma carta régia de D. Sebastião, de 30 de julho. Ainda nesse século XVI Gaspar Frutuoso as menciona acrescentando-lhes Conceição, Pedro Miguel e Cedros. No século XVII surgem as freguesias do Capelo, Ribeirinha, Angústias e Salão.

De todas elas as duas mais castigadas pela natureza terão sido a Praia do Norte e o Capelo, vítimas de duas fatídicas erupções vulcânicas, uma em 1672 e a outra em 1957. A destruição foi de tal grandeza que, tanto num como noutro caso, a emigração foi a principal solução encontrada para muitas famílias sinistradas e que se encontraram na penúria.

Foi em abril de 1672, precisamente na noite do domingo da Pascoela, que rebentou o vulcão entre os matos das freguesias do Capelo e da Praia do Norte. Era o culminar de uma violenta crise sísmica começada a 12 daquele mês, (3.ª feira da Semana Santa) que durou vários dias e que estão narrados em documentos coevos com bastante pormenor.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura