Whalers’ Great Route Ultra-trail – COVID-19 obriga ao adiamento da prova para 30 e 31 de outubro e de 1 de novembro

0
23
DR/ATR - Pedro Silva

O novo vírus, COVID-19 tem levado ao adiamento e até ao cancelamento de muitos
eventos, não só a nível regional, nacional e internacional. Cumprindo as recomendações da autoridade de saúde, que apela à restrição das deslocações e grandes concentrações de pessoas e em articulação com o Ultra-Trail® World Tour e a Pro League, Associação Portuguesa de Trail Running a organização do Azores Trail Run® decidiu adiar a realização do Whalers’ Great Route Ultra-Trail® para os dias 30 e 31 de outubro e 1 de novembro.

Nas últimas semanas, muitos têm sido os eventos e adiados e até mesmo cancelados, devido ao Corona Vírus.
Azores Trail Run® não foi exceção, o COVID-19 obrigou a organização a adiar o evento, que decorreria na ilha do Faial, nos dias 8, 9 e 10 de maio próximo para o final de outubro, início de novembro.
Segundo a organização, que já se encontrava há vários meses a trabalhar na realização deste evento de promoção da natureza, a edição de 2020 contava já com atletas oriundos de mais de 45 nacionalidades e de todos os continentes.
De acordo com o Azores Trail Run®, este adiamento surge “na sequência das recomendações das autoridades de saúde, que pedem que sejam evitadas deslocações e grandes concentrações de pessoas, e em articulação com o Ultra-Trail® World Tour e a Pro League, Associação Portuguesa de Trail Running”, lê-se.
Na mesma nota, a organização explica que “em vez de cancelar e acabar definitivamente com as expectativas de atletas e aficionados”, optou pelo seu adiamento para 30 e 31 de outubro e 1 de novembro.
Entretanto, com o propósito de encontrar a melhor solução para todos os que já se estão a preparar há vários meses para esta 7.ª edição do WGRUT, a organização decidiu contrariar o regulamento, que prevê que, em “cancelamento de qualquer das provas, seja por questões de ordem meteorológica adversa ou outros motivos de força maior, impeditivos da realização das mesmas, o valor das taxas de inscrição não será devolvido”, e oferecer várias alternativas aos atletas que já estavam inscritos.
No documento, o coordenador do Azores Trail Run® apela à compreensão de todos os atletas para a importância desta medida numa altura como a atual, destacando o comprometimento da organização em garantir a realização do evento noutra data.
“Trata-se do maior evento de desporto de natureza da Região, com o impacto económico que isso representa. À data, contávamos com mais de 700 inscritos, de 45 nacionalidades diferentes. Evidentemente que a alteração da data terá impacto na afluência de participantes, todavia é importante manter a realização do evento, que já está a ser promovido há mais de um ano”, defendeu Mário Leal, apelando à compreensão para a necessidade da alteração agora anunciada, como forma de garantir a segurança de todos os envolvidos no evento.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO