100 Anos – 2020 Vivo na Terceira

0
13

A 23 de Outubro estou na Cidade onde a Maria João nasceu e o Constantino e a Odete se radicaram e sua filha viria a nascer, sendo baptizada com o nome da avó paterna.
Tanto em Angra do Heroísmo como na Praia da Vitória, temos parentes: ela dos terceirenses, eu dos Santos, da Piedade do Pico.
Em Angra completei o Ensino liceal e conheci futura Esposa, não fugindo à casamenteira “Água do Alto das Covas”.
Frequentei o “Chá Barrosa” para o Café da manhã, onde o jovem poeta florentino, Pedro da Silveira, fazia gala de suas ideias anti-regime.
Isto quando filiados da Mocidade Portuguesa desfilavam pela Rua da Sé, sob o garboso comando do Rafael Valadão.


Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO