100 anos de Teatro

0
11

Ir ao teatro melhora o conhecimento literário, a tolerância e a empatia das pessoas, de acordo com um estudo da Universidade de Arkansas (EUA).
Assistir ao vivo a encenação de grandes obras literárias leva a um maior conhecimento da trama, a um aumento do vocabulário, a uma maior tolerância e uma maior capacidade de ler as emoções dos outros.
Fazer aulas de teatro ou assistir a espetáculos pode proporcionar vários benefícios para pessoas de todas as idades. Além de enriquecer o vocabulário e desenvolver os conhecimentos literários, ir ao teatro ajuda a refletir sobre si mesmo e sobre o mundo, tornando a pessoa mais crítica e aberta a diferenças e novidades. Assistir a uma peça também estimula a criatividade, já que é uma forma de enriquecer o repertório cultural.
Por tudo isto, apraz-nos registar o facto de, em boa hora, terem entendido as entidades locais e regionais, recuperar o nosso Teatro Faialense.
A idade não me permite avaliar como eram as coisas antes, nos anos aúreos de atividade do Teatro Faialense, no entanto, e pelas inúmeras histórias que ouço contar, – e aqui relembro algumas peripécias de Mário Frayão – , a verdade é que o Teatro Faialense fez parte da infância e adolescência de muita gente.
Foi ponto de encontro de muitos casais apaixonados e inspirou o “grito de Ipiranga” de outros tantos.
Assinalar 100 anos de um emblemático edifício e que tem ajudado tantas pessoas, agremiações e coletividades não pode passar em branco.
O Teatro Faialense deve ser encarado como um elemento fundamental para construção de uma identidade cultural local, onde, mais do que uma infraestrutura interessante do ponto de vista arquitetónico, seja um espaço da comunidade.
O Faial merece e o Faial quer, senão vejamos o que escreveu o nosso colaborador Fernando Faria “antes da construção do Teatro Faialense já existia um outro edifício no mesmo local, denominado “Teatro União Faialense”, que tinha sido inaugurado em setembro de 1856. Decorreram os anos e o Teatro União Faialense, desgastado pelo uso, revela-se pequeno e deficiente, pelo que se impunha a edificação de uma nova casa de espetáculos, dimensionada e confortável, que melhor respondesse às exigências do público. Foi assim que, a 06 de abril de 1916, é inaugurado o “reconstruído” Teatro Faialense que, durante décadas, deu corpo ao crescente movimento cultural da ilha do Faial, considerado um dos mais dinâmicos e mais interventivos do arquipélago.”
Vamos lutar para que esta infraestrutura não “morra”, não perca a sua essência.
Para isso, a população tem que sair de casa e ir ao Teatro. Só com público se faz teatro ou outro espetáculo.
Parabéns Teatro Faialense.
 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO