90% da população Açoriana irá receber apoios no valor de pelo menos 17,5 milhões de euros

0
30
blank

Francisco César, deputado do PS/Açores eleito à Assembleia da República, destacou, esta sexta-feira, que 90% da população Açoriana, entre adultos, dependentes e pensionistas, irá receber algum tipo de apoio, no âmbito das várias medidas apresentadas pelo Governo da República para fazer face ao aumento da inflação.

Para o vice-presidente do GPPS, e em relação à Região, “estamos a falar de um conjunto de apoios que ascenderá, pelo menos, a 17,5 milhões de euros e que será dirigido a cerca de 231 mil Açorianos”.

“Estamos a falar de cerca de 120 mil os Açorianos que, pelo rendimento mensal não ultrapassar os 2.700 euros, irão receber 125 euros no início do mês de outubro, mas, também, 50 mil as crianças e jovens que, em idade até aos 24 anos, irão receber 50 euros e cerca de 61 mil os pensionistas da Região que irão receber 50% da sua pensão, entre 9 e 16 de outubro”, afirmou o socialista.

Porém, e como alerta o parlamentar, este montante de apoio no valor de 17,5 milhões de euros é o valor base, podendo mesmo vir a ser superior a 20 milhões de euros, isto porque, “não é possível contabilizar o valor que irão receber a totalidade dos pensionistas, porque cada um têm uma pensão diferente, de acordo com os seus descontos”.

Ainda no âmbito das medidas apresentas pelo Governo da República e que se aplicam na Região, Francisco César destacou a limitação das rendas a 2% e a descida do IVA da eletricidade.

A par destas medidas, o deputado socialista lembrou ainda o apoio direto às crianças que, por via da aprovação do Orçamento do Estado para o presente ano, prevê o reforço do Abono de Família no 1º e 2º escalão, “garantindo a crianças e jovens cerca de 600 euros anuais”, o alargamento do 3º escalão, mas, também o Complemento de Garantia para a Infância, “uma prestação social para todos os jovens que não estando abrangidos por via do reforço do Abono de Família, no 1º e 2º escalão, receberão, por via da Autoridade Tributária, cerca de 600 euros de apoio, até aos 18 anos”.

“Este pacote de medidas representa um importante contributo para ajudar os Açorianos a fazer face à atual situação”, considerou Francisco César, para sublinhar ainda que, a par destas, também o Governo Regional deve apresentar medidas que as complementem: “É, aliás, fundamental que o faça. As famílias e as empresas Açorianas necessitam e aguardam por essa ajuda”.