A Autonomia na reconstrução da esperança

0
12
TI

O discurso do Presidente do Governo Regional aquando das celebrações evocativas do Dia da Região constitui um bom princípio para a discussão sobre os desígnios dos Açores, pois apresenta os fundamentos do debate que tem de ser gerado, desde já, face ao contexto atual. Ademais, tendo estas celebrações da Autonomia decorrido num formato diferente dadas as restrições de contacto social vigentes, faz sentido que se repense o modelo de evocação da Autonomia, que deve estar sempre centrada nos princípios de desenvolvimento progressivo e de pluralidade democrática e, portanto, decorrer na casa da democracia regional, esta que é a verdadeira casa da autonomia.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO