“A União Europeia tem de avaliar impactos do fim das quotas leiteiras para os Açores”, defende André Bradford

0
8
DR- PS/Açores

O candidato do PS/Açores às eleições Europeias do próximo dia 26 de maio defendeu, esta quinta-feira, que a União Europeia “tem de avaliar os impactos que o fim das quotas leiteiras tiveram nos Açores”.

André Bradford falava após ter reunido com a Associação de Jovens Agricultores da Ilha Terceira e a Associação Agrícola da Ilha Terceira.

“A União Europeia precisa de ter em consideração e fazer um balanço do impacto que teve o fim das quotas leiteiras na nossa Região e precisa, conjuntamente com as autoridades Regionais, e com o representante dos Açorianos na União Europeia, refletir sobre a melhor maneira de responder ao problema que criou com a liberalização do mercado do leite e em particular aos produtores de leite nos Açores”, frisou o candidato Socialista.

André Bradford considerou que a Agricultura Açoriana atravessa um grande desafio, porque “com o fim das quotas leiteiras a nível Europeu e com o embargo Russo à venda de produtos agrícolas Europeus, criou-se um excedente no mercado leiteiro na Europa, levando necessariamente a um abatimento do preço e a uma maior competitividade pela quantidade entre os grandes produtores e aqueles que tem menor escala”.

Para o candidato do PS/Açores, se a nível nacional os Açores assumem uma “grande escala, ao produzir quase um terço do leite”, no plano Europeu a nossa dimensão “não permite uma competitividade direta com os maiores produtores de leite da Europa”.

André Bradford considera ser  igualmente “necessário um exercício de planeamento do Futuro”, uma “consideração que as autoridades Regionais já demonstraram, uma vez que irão apresentar em breve um Plano Regional da Produção Agrícola de Pendor Biológico”.

O candidato do Partido Socialista realçou o trabalho que está a ser feito por algumas explorações agrícolas de “reconversão para a produção de Leite Biológico”, uma opção que classificou como “muito interessante, porque valoriza o produto e permite um melhor rendimento para os Agricultores Açorianos”.

“Tive contacto com uma destas explorações na ilha Terceira, já havia visitado algumas em São Miguel e devo dizer que são projetos muito entusiasmantes, porque são diferenciadores e porque podem tirar partido do melhor que os Açores têm para oferecer, que é a sua Natureza; por outro lado, também me parece uma oportunidade para melhorar os rendimentos dos nossos produtores, através de um modo diferente de fazer as coisas”.

Enquanto representante dos Açores no Parlamento Europeu, André Bradford comprometeu-se a levar à União Europeia a questão do impacto que teve esse conjunto de decisões sobre a economia e a produção leiteira Regional.

“É preciso dizer às instâncias comunitárias que o impacto daquilo que foi decidido não foi igual para todos os produtores da Europa, para todos os países, todos os Estados-Membros, nem para as Regiões, incluindo os Açores”, afirmou o candidato Socialista às eleições Europeias de 26 de maio.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO