AFAMA – Instituição celebra 20 anos de existência ao serviço dos 4 patas do Faial

0
46
DR/GaCS

A Associação Faialense dos Amigos dos Animais (AFAMA) celebrou este sábado o seu 20.º aniversário com um jantar convívio com simpatizantes e entidades oficiais.
Presente na ocasião, o diretor regional da Agricultura desafiou a associação a ser um parceiro ativo do Governo dos Açores na sensibilização para a temática do bem-estar animal, para o não abandono e para uma adoção responsável.

Decorreu, no passado dia 16 de março, no Pavilhão das Angústias, as comemorações do 20.º aniversário da AFAMA numa noite de diversão que contou com a apresentação do treino dos cães, um jantar seguido de Bingo, culminando com o concerto aberto ao público do quarteto acústico local Indeed.
Fundada a 12 de março de 1999, a AFAMA tem por objetivo a defesa e proteção dos animais com vista a melhorar as condições de vida dos amigos de quatro patas, procurando promover o controlo do crescimento populacional de cães e gatos, na medida dos fracos recursos financeiros de que dispõe, efetuando campanhas de sensibilização junto da população da ilha do Faial e esterilizando cães e gatos sempre que possível.
Na sessão de abertura, o diretor regional da Agricultura elogiou “o trabalho persistente, incansável e sempre voluntário que a AFAMA tem realizado”, entendendo que “este é um assunto demasiado sério e importante, não só por razões de saúde pública, de segurança e de tranquilidade das pessoas, mas também para salvaguarda do bem-estar dos animais e da sua qualidade de vida”, lê-se na nota do Gabinete de Apoio à Comunicação Social (GaCS).
José Élio Ventura desafiou a AFAMA a ser um parceiro ativo do Governo dos Açores no âmbito da Feira Agrícola Açores 2019, com a organização de um evento de sensibilização para a temática do bem-estar animal, para o não abandono e para uma adoção responsável, assim como uma mostra dos animais disponíveis para adoção.
Na ocasião, o governante salientou ainda os feitos do Executivo Açoriano nesta matéria, nomeadamente o lançamento de uma campanha publicitária de sensibilização contra o abandono de animais de companhia ou errantes, distribuição de pósteres e brochuras por mais de 500 entidades, em colaboração com a Associação de Municípios da Região Autónoma dos Açores, a Ordem dos Médicos Veterinários e, muito especialmente, as associações de proteção dos animais.
O Governo Regional avançou também com um enquadramento específico de apoio às associações de proteção animal através da criação de uma base de dados de Registo de Animais de Companhia e Errantes (RACE) e da fiscalização da atuação dos municípios para o cumprimento das suas obrigações legais no que respeita aos centros de recolha oficiais e canis municipais.
Teve também a palavra na sessão de abertura, o presidente da Câmara Municipal da Horta que reconheceu e elogiou “o papel preponderante e decisivo que essa associação tem assumido no que diz respeito ao bem-estar animal, na ilha do Faial, ao longo dos anos”, enaltecendo o esforço e o trabalho de todos os voluntários.
Para José Leonardo Silva “é da maior importância a colaboração e envolvimento do poder local e das instituições para que o nosso trabalho contribua para a melhoria das condições de vida da comunidade, numa perspetiva integrada”, lê-se na nota de imprensa.
Neste sentido, o autarca referiu a parceria entre a AFAMA, Brigada Animal de Rua, GNR e PSP, no desenvolvimento da campanha de bem-estar animal, em áreas como a esterilização e a adoção responsável, como formas de combate ao abandono animal pela população.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO