Ana Cunha destaca contributo do LREC para a evolução do setor da construção nos Açores

0
6
DR

A Secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas destacou hoje, em Ponta Delgada, o contributo dado pelo Laboratório Regional de Engenharia Civil (LREC) na divulgação do conhecimento científico e tecnológico nos Açores, que tem permitido valorizar o setor da construção na Região.

Ana Cunha, que falava na apresentação do Plano de Divulgação do Conhecimento Científico e Tecnológico do LREC para 2020, recordou que, numa região insular como os Açores, as particularidades com que se defronta o setor da construção aumentam o nível de exigência da área e, por conseguinte, dos seus técnicos.

“As transformações e os avanços tecnológicos também se vivem no setor da construção”, frisou a Secretária Regional, lembrando que a evolução “é constante e os Açores não estão, nem podem estar, fora dela”, tornando-se, como tal, necessária a formação e especialização de profissionais para melhorar os serviços e prestar um trabalho de qualidade.

“O conhecimento é necessário para que possa haver evolução, sendo este um dos pilares da missão do LREC”, realçou Ana Cunha, lembrando que há quase 40 anos que esta instituição realiza investigação aplicada às especificidades regionais para a divulgação científica e técnica, ao mesmo tempo que presta serviços de natureza laboratorial e apoio técnico.

Neste âmbito, a titular da pasta das Obras Públicas considerou que o Plano de Divulgação do Conhecimento Científico e Tecnológico apresentado hoje “prova a atenção e a intenção de responder às necessidades do setor açoriano da construção”, indicando que este potencia a troca de saberes entre profissionais qualificados da área e a disseminação de conhecimentos técnico-científicos, que serão disponibilizadas a todas as ilhas dos Açores.

Ana Cunha recordou também que as ações do LREC vão além-fronteiras, destacando iniciativas como o Congresso Nacional de Geotecnia, o Simpósio Mundial de Redes Prediais, o Congresso Nacional de Engenharia Sísmica e o Workshop Internacional de Riscos Naturais, organizados durante esta legislatura e que fizeram deslocar aos Açores mais de meio milhar de técnicos dos mais diversos países.

Entre os vários projetos empreendidos pelo LREC, a Secretária Regional destacou a Plataforma de Indústria Criativa dos Açores (PICA) com o objetivo do desenvolvimento de novos produtos e materiais a partir de recursos endógenos, para serem utilizados no setor da construção e reabilitação, do mobiliário e do design.

“Através desta plataforma, a iniciativa Use&Abuse promoveu um concurso internacional destinado ao desenvolvimento de produtos a partir de rochas, fibras, solos e madeiras existentes na Região”, afirmou Ana Cunha, relembrando que os vencedores desta iniciativa tiveram a oportunidade de desenvolver as suas ideias e materializá-las em protótipos.

A Secretária Regional realçou ainda que o LREC se encontra atualmente encarregue da revisão do Catálogo de Materiais Endógenos Produzidos e Transformados na Região Autónoma dos Açores, prevendo-se a sua divulgação no final do primeiro semestre deste ano.

Ana Cunha evidenciou, assim, que o Governo dos Açores está a trabalhar passo a passo, de forma consistente e ponderada, para, através do LREC, “contribuir para que os setores de atividade ligados à construção civil e obras públicas na Região possam dispor de um conjunto de instrumentos de investigação, desenvolvimento e inovação”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO