Ante-estreia ENTRE ILHAS de Amaya Sumpsi, no Teatro Faialense

0
115
blank
Entre Ilhas, filme

Cedro Plátano

A Cedro Plátano e a Zero em Comportamento têm o prazer de anunciar a exibição do filme ENTRE ILHAS de Amaya Sumpsi. Esta ante-estreia será a estreia mundial e a primeira apresentação pública do filme.
 
A sessão será no próximo dia de 8 de Junho, às 21h00 no Teatro Faialense e contará com a presença de sua Excelência o Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, Luís Garcia e da realizadora Amaya Sumpsi.
Esta longa-metragem foi produzida pela produtora Cedro Plátano e terá a distribuição comercial em Portugal em parceria com a Zero em Comportamento – Associação Cultural já a partir de 30 de Junho nas salas comerciais portuguesas.
Irá ter ante-estreia no dia 21 de Junho na Cinemateca Portuguesa organizada em parceria da Casa dos Açores em Lisboa.
 
Este filme foi realizado no âmbito do Doutoramento em Antropologia da FCSH (Universidade Nova de Lisboa) pela realizadora e antropóloga Amaya Sumpsi, e obteve financiamento do Instituto de Cinema Português, da Fundação da Ciência e Tecnologia, da Direção Regional de Cultura dos Açores, da RTP Açores e da empresa regional público-privada Atlanticoline, entre outros.
Era uma vez nove ilhas longínquas, conhecidas como Açores, às quais só se conseguia chegar depois de intermináveis viagens de barco, e das quais só era possível partir quando se perdia o medo de enfrentar a imensidão do mar.  É a esse lugar –ora real, ora imaginado, que a cineasta pretende chegar quando embarca na sua peculiar viagem a bordo dos rápidos e modernos ferries que ligam hoje estas ilhas do Atlântico. No seu périplo, encontra velhas histórias de mar, folhas de diários perdidos e fotografias antigas que a hipnotizam: há horizontes repletos de barcos, comandantes e contramestres, há pianos nos salões da primeira classe, gado que viaja junto à terceira e caixeiros-viajantes, há militares, muitos estudantes, alguns namoros e tantos enjoos, há nascimentos a bordo e dias de São Vapor, há tempestades e um medo terrível à morte. A cada milha navegada, o lento vagar dos antigos iates e vapores enfeitiça a imagem presente, e do movimento lento das ondas emerge esse outro mundo sensorial em que não há aviões lowcost nem pressa para nada. “Entre Ilhas” sustém o fôlego para imaginar os Açores assim: ilhas centro, ilhas periferia, ilhas isoladas, ilhas cosmopolitas.

FICHA TÉCNICA

Realização, Argumento e Cinematografia: Amaya Sumpsi
Assistente de realização/som: Eduardo Ventura
Captação de Som: Inês Rodarte, Eduardo Ventura
Direção de Produção: Diana Diegues
Montagem de Som e Mistura: Hugo Leitão
Compositores: Pedro Lucas e Carlos Medeiros, Luís Senra, Grupo Ronda das Nove, António Severino
Edição: Pedro Gancho, Rita Figueiredo, Amaya Sumpsi
Produtora: Renata Sancho
Pós-Produção: Cedro Plátano
Distribuição: Zero em Comportamento