António Almeida questiona Governo sobre apoios a organizações de agricultores

0
4
DR/PSD

 

O deputado do PSD/Açores António Almeida questionou hoje o Governo Regional sobre os apoios atribuídos às organizações de agricultores da Região, lembrando que as verbas destinadas ao funcionamento das organizações de produtores “não devem confundir-se com quaisquer outras de natureza diferente”.
“Devem conhecer-se, discriminadamente, os apoios destinados aos agricultores e pagos através das suas organizações, com vista à redução de custos de produção. Os apoios ao funcionamento das organizações de produtores não devem confundir-se com quaisquer outros de natureza diferente”, afirmou o social-democrata.
Em requerimento enviado à Assembleia Legislativa dos Açores, o parlamentar salientou que “não devem confundir-se os apoios ao investimento atribuídos às organizações de agricultores resultantes de candidaturas a programas de apoio público da União Europeia, designadamente no âmbito do Prorural+ ou do Competir +, com outro tipo de apoios”.
“Atento o papel que as associações agrícolas, de jovens agricultores, cooperativas agrícolas, uniões de cooperativas e federações desempenham em cada ilha e na região, e apesar da publicação dos apoios públicos em questão, mas dispersos, importa conhecer, em cada ilha, e para cada organização, que tipo de apoios e respetivos montantes são atribuídos anualmente”, sublinhou.
António Almeida solicitou, por isso, informação sobre os montantes atribuídos, através do Governo Regional, entre 2016 e 2018, “por ilha, por organização e por legislação aplicável, a todas as organizações de agricultores dos Açores”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO