António Ventura considera “urgente” fazer uma avaliação do setor do leite e laticínios em Portugal

0
8
DR/SRADR
DR/SRADR

O Secretário Regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural, António Ventura, entende ser “urgente” e “oportuno” fazer uma avaliação atualizada e prospetiva do setor do leite e laticínios a nível nacional, incluindo os Açores.

Através de uma carta enviada hoje à Ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, António Ventura sugere a convocação de uma reunião extraordinária da Plataforma de Acompanhamento das Relações na Cadeia Agroalimentar (PARCA), com a missão específica de “análise da cadeia de valor do setor do leite e laticínios”.

Nesse encontro da PARCA, “deve ser prevista a participação excecional de representantes da Região Autónoma dos Açores, atenta a importância do setor ao nível da economia regional e o respetivo peso no setor a nível nacional”, pode ler-se na missiva.

António Ventura adianta que o setor do leite e dos lacticínios “tem uma expressão muito relevante na economia dos Açores, com um contributo para o PIB que é, em termos médios relativos, mais do triplo do mesmo valor a nível nacional”.

Apesar da importância relativa do setor a nível nacional, “existe um diferencial negativo do preço pago aos produtores de leite açorianos, quando comparado com os valores pagos em Portugal Continental e na União Europeia”, lê-se ainda no documento.

Segundo explica o governante, tal como no resto da Europa, “o preço do leite sofreu fortes quedas na sequência do período de instabilidade criado pelo fim das quotas leiteiras, tendo-se seguido um período de recuperação”.

Contudo, esclarece António Ventura na carta, essa recuperação dos preços foi mais rápida ao nível da União Europeia, “quando comparado com Portugal ou, de forma mais particular, com os Açores”.

Essa circunstância decorrerá de “características específicas do setor ao nível nacional no que respeita às relações entre os setores de produção, transformação e distribuição do leite e lacticínios”, sublinha o governante.

O Secretário Regional da tutela salienta ainda à sua homóloga na República que “mais de 80% do valor do comércio de laticínios dos Açores é realizado com o território continental” – mais de 243 milhões de Euros em 2020 -, que é o “principal mercado destino e de consumo”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO