APECATE – 7.º Congresso da associação realiza-se em janeiro no Faial

0
12
TI

TI

A Associação Portuguesa de Empresas de Congressos, Animação Turística e Eventos (APECATE) irá trazer ao Faial e aos Açores a sétima edição do Congresso da APECATE, com vista à promoção de formação e qualificação de empresas de animação turística e de eventos.
O evento trará ao Faial cerca de 200 participantes do mercado nacional das diferentes áreas que compõem a APECATE.

Decorreu esta terça-feira, no Azoris Faial Garden, a sessão de apresentação do 7.º Congresso da APECATE que se realizará no Faial entre 30 de janeiro e 1 de fevereiro do próximo ano, no mesmo local.
O evento contará com a presença de cerca de 200 participantes provenientes do mercado nacional e das diferentes áreas que compõem a APECATE, incluindo empresários do setor, jornalistas e líderes de opinião, que irão debater temas estruturantes, nomeadamente em relação à posição das empresas perante as novas perspetivas da sociedade mundial, serviços e qualificação, questões legais e de fiscalidade, entre outros.
O tema do congresso será “Portugal da moda à consolidação. Caminhos e desafios”, no seguimento de Portugal ter sido eleito como “Melhor Destino do Mundo”, nos World Travel Awards, em 2017.
“Este é mais um momento importante na agenda de 2019, porque possibilitará promover a formação e a qualificação das empresas de animação turística e de eventos, bem como o seu desenvolvimento e internacionalização, nomeadamente na captação de negócios”, sublinhou a Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo, acrescentando que este congresso “será ainda uma oportunidade excecional para promover os Açores, tendo em conta o especial perfil dos participantes, bem como a cobertura mediática a que estará exposto o evento, com a presença de jornalistas do setor”.
Para Marta Guerreiro, a escolha dos Açores para a realização deste congresso “é mais uma demonstração de que o arquipélago está a consolidar o seu trabalho no âmbito do produto ‘Meeting Industry’, fazendo com que as entidades reconheçam as particularidades e os pontos positivos para escolher os Açores como palco das suas mais relevantes iniciativas”.
A titular da pasta do turismo afirmou também que os Açores não querem ser, nem são, “um destino de massas”, frisando a existência de uma “ampla margem para crescimento através dos mercados potenciais, trabalho este que continua em curso, com deslocações para participação em ações de promoção do destino e com políticas que privilegiem eventos, como o que estamos aqui hoje a evidenciar, que possibilitem um efetivo retorno promocional e gerador de fluxos, nomeadamente no segmento dos congressos”.
“Este é um caminho que acreditamos trazer muitos frutos para a nossa Região, posicionando-a como palco privilegiado para acolher eventos, recebendo, e bem, quem sabe reconhecer o nosso potencial”, salientou.
Neste sentido, a governante realçou a importância do desenvolvimento da oferta que “alinhado com a estratégia do setor, a par da notoriedade que já alcançámos, enquanto local seguro, com beleza mística, capaz de proporcionar experiências únicas e com grande preocupação pelas questões de sustentabilidade económica, cultural, social e ambiental, tem também permitido alavancar o segmento de turismo de negócios, com políticas que privilegiam eventos nos Açores”.
Referindo também o crescimento da oferta açoriana, “existindo atualmente 395 empresas quando em 2013 este número era de apenas 140”, Marta Guerreiro destacou a aposta do Governo Regional em “aumentar a notoriedade internacional dos Açores como um destino de Natureza de excelência, pondo em destaque as nossas características de sustentabilidade, ambientais e paisagísticas” e o “empenho e dedicação” das entidades do sector, públicas e privadas.
A secretária regional referiu ainda que “a Região continua a crescer nos principais indicadores associados ao turismo”, tanto nas dormidas, nas quais não se pode “olhar apenas para a hotelaria tradicional, que está a fazer a sua gestão de posicionamento entre volume e preço”, como ao nível dos proveitos, onde “também crescemos em cima de crescimentos já de si bastante significativos, mesmo no verão, onde a oferta já se apresenta com menos disponibilidade, continuando a bater recordes consecutivos”.
Integrado nesta apresentação, durante esta semana realizaram-se vários workshops, no Azoris Faial Garden, promovidos pela APECATE, com vista à formação e desenvolvimento das empresas da Região na área dos eventos e da animação turística, fazendo ponte com os temas a abordar no próximo congresso.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO