Apoio às Casas de Acolhimento Residencial visa melhoria das condições das instalações e reforço das equipas técnicas

0
11
DR

A Secretária Regional da Solidariedade Social destacou hoje, na Praia da Vitória, dois eixos do programa de reabilitação e de qualificação das Casas de Acolhimento Residenciais e das suas equipas educativas.

Andreia Cardoso salientou, por um lado, “a melhoria das condições de instalação dessas valências, aproximando-as o mais possível de uma casa com o conforto e segurança que uma casa dá a qualquer indivíduo, ainda mais quando falamos de crianças e jovens”.

Por outro lado, apontou “a melhoria ao nível das metodologias utilizadas, quer na prestação de apoio às equipas técnica e educativa, quer pelo esforço em dotar os colaboradores de estratégias de intervenção mais eficazes e centradas no estabelecimento de uma relação empática com as crianças e jovens em acolhimento”.

A Secretária Regional falava à margem de uma visita do Presidente do Governo, Vasco Cordeiro, às obras de remodelação do edifício do Lar de Infância e Juventude da Associação de Apoio à Criança da Ilha Terceira (AACIT), durante a qual foi assinado um contrato de cooperação com esta instituição para o financiamento de uma carrinha, ao abrigo do programa Solidariedade em Movimento, no valor de mais de 20 mil euros.

Andreia Cardoso adiantou que foram investidos pelo Governo dos Açores cerca de 50 mil euros para a reabilitação e manutenção da infraestrutura.

“Desde 2012 que estamos a implementar um Programa de Reabilitação e de Qualificação das Casas de Acolhimento Residenciais e das suas equipas educativas, cumprindo, assim, com o compromisso assumido pelo Governo dos Açores”, frisou.

A Secretária Regional recordou ainda a adequação das Casas de Acolhimento Residencial da Região às novas exigências que decorrem da alteração da Lei de Proteção de Crianças e Jovens, assim como a aferição da qualidade da resposta de acolhimento ou o investimento na formação das equipas educativas e das crianças e jovens para a elaboração de projetos educativos.

O apoio às Casas de Acolhimento Residencial na Região registou um aumento nos últimos anos, passando de 6,4 milhões de euros para 7,2 milhões de euros.

Este aumento de mais de 800 mil euros no apoio deveu-se à aposta do Executivo açoriano no reforço das equipas técnicas, com vista a intensificar as atividades de formação e lazer das crianças e jovens.

Desde 2012, o Governo dos Açores já investiu 2,2 milhões de euros na reabilitação e remodelação das Casas de Acolhimentos Residencial, nomeadamente na adaptação de um edifício para Lar Especializado da Cooperativa Káiros, na beneficiação dos dois Lares de Infância e Juventude da Santa Casa da Misericórdia da Praia da Vitória e na remodelação do edifício sede da Mãe de Deus.

Estão em curso a remodelação do edifício de Lar de Infância e Juventude da ACCIT, hoje visitado, assim como a ampliação do edifício da valência de Centro de Acolhimento Temporário da Obra Social Madre Maria Clara.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO