Ariel será reparada nas Flores

0
92
DR

A lancha Ariel foi, ao início da tarde de hoje, mobilizada da ilha do Corvo para a vila das Lajes, na ilha das Flores, onde permanecerá durante o período de reparação da avaria do motor de bombordo.

A lancha deslocou-se pelos seus próprios meios, utilizando a máquina de estibordo, tendo sido acompanhada, de forma alinhada e salvaguardando a distância de segurança necessária, pela embarcação de transporte de mercadorias de tráfego local Lusitânia. Esta operação foi comunicada
e autorizada pela Autoridade Marítima, através da Capitania de Santa Cruz das Flores, e acompanhada através dos efetivos permanentes nas ilhas do Grupo Ocidental.

Recorde-se que a Ariel ficou imobilizada no passado dia 4 de agosto, após um cabo de elevada bitola que se encontrava à deriva ter-se enrolado no veio de bombordo, provocando danos internos no respetivo motor. Esta anomalia na máquina terá ocorrido como consequência da redução abrupta da rotação do motor causada pelo contato com os cabos na transmissão. Foram identificados danos ao nível da cabeça, mas também no interior do bloco.

Para a reparação destes danos foram já encomendadas peças substitutas. Porém, será necessário remover o motor do interior da embarcação, trabalho que só é possível realizar na ilha das Flores, para avaliar a existência de danos mais profundos. O motor será, posteriormente, expedido para São Miguel, onde será realizada essa avaliação e a posterior reparação.

Uma vez que se desconhece ainda a extensão total da avaria, não é possível avançar com uma data para o regresso à operação.
O transporte marítimo de passageiros no Grupo Ocidental continuará a ser assegurado com recurso à prestação do serviço por um operador marítimo-turístico local.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO