Associação de Produtores e Consumidores de Agricultura Biológica – Trybio apresenta-se à sociedade faialense

0
96
DR

DR

A Trybio é a nova associação de produtores e consumidores de agricultura em modo biológico dos Açores.
Com o objetivo de promover este modo de agricultura, a associação conta com 22 membros fundadores e atua principalmente nas ilhas do triângulo

A Trybio – Associação de Produtores e Consumidores de Agricultura Biológica apresentou-se publicamente, no Jardim Botânico do Faial no passado dia 27 de janeiro, como uma associação regional para a promoção do modo de produção biológico.
“A Trybio é uma associação regional sem fins lucrativos que visa a promoção do modo de produção biológico (MPB), vegetal e animal, e o consumo dos respetivos produtos. Assume-se como uma associação de agricultura, de defesa do ambiente e de defesa do consumidor”, lê-se no comunicado de imprensa enviado às redações.
A associação formalizou a sua atividade no passado dia 17 de novembro do ano transato com 22 sócios fundadores, produtores e consumidores.
Parte dos fundadores já trabalhavam em grupo no Núcleo Dinamizador da Agricultura Biológica da Associação de Agricultores da ilha do Faial, onde, em janeiro de 2011, realizaram a primeira atividade na área.
Foi também com este grupo que, em julho de 2011, a ilha dos Faial recebeu a I Vistoria da Entidade Certificadora, tendo seis produtores iniciado a conversão das suas explorações em MPB, as primeiras da ilha.
A Trybio explica no seu comunicado de imprensa que, tendo em conta este enquadramento, a atual Estratégia Nacional para a Agricultura Biológica apresentada pelo Governo da República e o apoio do Governo Regional para o desenvolvimento da agricultura em MPB, “julgou-se ser oportuna a criação desta associação que pretende ser a voz da agricultura biológica através da criação de sinergias entre todos os interessados neste modo de produção e que se identifiquem com formas mais sustentáveis e ecológicas de produzir e viver na nossa ilha, dando continuidade ao trabalho já iniciado e desenvolvido”.
Apesar de ter um âmbito regional, a ação da associação passará mais pelas ilhas do triângulo “onde se pretende organizar e dinamizar este setor de modo a aumentar o n.º de produtores e operadores, de produtos e de área em MPB”.
Para cumprir a sua missão de promover e divulgar o modo de produção biológico a Trybio irá, entre outras coisas, procurar esclarecer o consumidor sobre este modo de agricultura, revalorizar o trabalho na terra e apoiar iniciativas que permitam aos “agricultores viverem dignamente da sua atividade”, “contribuir para a resolução dos problemas de autossuficiência e segurança alimentar, apoiar a comercialização dos produtos biológicos” e promover o estudo e formação nesta área.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO