“Atitudes incoerentes do PSD/Faial já começam a ser um hábito”, referem Socialistas

0
29

“Congratularem-se com o reforço do número de voos e de lugares na ligação entre Lisboa e a Horta, nos meses de julho e agosto, como se tivesse sido o próprio PSD/Faial a reivindicar esse aumento junto dos responsáveis locais, não passa de mero aproveitamento político”, criticou o Partido Socialista do Faial, que acusou ainda os social-democratas de, mais uma vez, “atirarem areia aos olhos dos faialenses, com atitudes incoerentes e que, de forma negativa, já se vem tornando num hábito”.

De acordo com os Socialistas, é claro para os faialenses quem reivindicou esse reforço da operação, quer nas ligações ao exterior, como mesmo dentro da Região: “Foi o Partido Socialista que defendeu que esse aumento contribuiria para a recuperação do setor turístico da ilha, e também para uma mais célere retoma económica. Foi o Partido Socialista que tomou a dianteira, quando todos os outros, que se apregoavam defensores desta ilha, ficaram sentados, à espera do fim desta pandemia”.

Mas para o PS/Faial, esta congratulação não é coerente com as declarações públicas do atual presidente do PSD local que, ainda recentemente, declarou «não fazer sentido exigir voos como se já não houvesse pandemia», ao qual acrescentou que «a exigência responsável dá-nos credibilidade para reivindicarmos mais voos e lugares quando a pandemia for ultrapassada e a procura atingir os valores de 2019».

Nesse sentido, e face às atitudes contraditórias que o PSD/Faial tem vindo a assumir, consoante lhes for mais favorável, o Partido Socialista da ilha sublinha não ser possível “não reivindicar hoje e congratularmo-nos amanhã”, e, muito menos, “dizer que numa atitude responsável esperamos pelo fim da pandemia, mas contentarmo-nos agora como se a mesma já tivesse passado”, salientando ainda “ser difícil de se entender como credível um projeto que está constantemente a mudar de opinião”.

Para o Partido Socialista do Faial esta é uma matéria que sempre mereceu a maior atenção por parte dos responsáveis locais eleitos, tendo inclusive o próprio grupo municipal socialista levado este assunto à última reunião da Assembleia Municipal da Horta.

A par disso, salientam ainda a atenção que o próprio Presidente da Câmara Municipal da Horta, José Leonardo, tem conferido a esta matéria, tendo defendido, ainda muito recentemente, em entrevista a um órgão de comunicação social, a necessidade deste reforço do número de voos e de lugares, matéria na qual foi o primeiro a alertar para a sua importância, ainda durante a reunião da Assembleia Municipal de fevereiro.

“O Faial e os faialenses merecem mais respeito e atenção, merecem acreditar num projeto credível, sólido e consistente que lhes garanta a certeza de tudo estar a ser feito em prol da ilha e da sua população, porque assim não é possível de continuar, a não defender num dia e a aplaudir no outro, como se fossem os obreiros de algum desenvolvimento a acontecer no Faial”, criticou o Partido Socialista do Faial.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO