Autoridade de Saúde Regional – Açores registam mais 24 casos de COVID-19

0
64
DR
DR

Segundo o comunicado da Autoridade de Saúde Regional foram diagnosticados 24 casos positivos de COVID-19, dos quais 23 na ilha de São Miguel e um na ilha Terceira,  decorrentes das 1.193 análises realizadas nas últimas 24 horas nos dois laboratórios de referência da Região.

Foram ainda registadas 15 recuperações, sendo 10 na ilha de São Miguel, três na ilha Terceira e duas na ilha do Pico.

No âmbito do rastreio realizado a quem chega à Região, foram detetados cinco casos positivos, dos quais quatro na ilha de São Miguel e um na ilha Terceira, todos provenientes de ligação aérea com território continental português.

Na ilha de São Miguel foi diagnosticado, através de teste de despiste ao SARS-CoV-2 realizado à chegada, um indivíduo do sexo masculino, de 31 anos de idade.

Foram ainda detetados três casos positivos através da análise efetuada após o sexto dia, correspondentes a um indivíduo do sexo feminino, de 43 anos, que realizou teste de despiste à chegada com resultado negativo, e a dois indivíduos do sexo masculino, de 39 e 43 anos, não residentes na Região, que apresentaram teste à chegada com resultado negativo.

Na ilha Terceira, foi diagnosticado um indivíduo do sexo feminino, de 33 anos, que apresentou teste de despiste com resultado negativo à chegada à Região, mas cuja análise laboratorial realizada após o sexto dia produziu resultado positivo.

No contexto da investigação epidemiológica relacionada com um estabelecimento de diversão em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, foram diagnosticados sete casos, sendo cinco indivíduos do sexo feminino, com idades compreendidas entre 19 e 83 anos, e dois indivíduos do sexo masculino, de 34 e 44 anos.

No âmbito da investigação epidemiológica referente a um caso anteriormente reportado foi diagnosticado um indivíduo do sexo feminino, de 31 anos.

No contexto de outra cadeia de transmissão já reportada e centrada no concelho da Ribeira Grande foi detetado um caso positivo, referente a um indivíduo do sexo feminino, de 24 anos.

Foram também diagnosticados dois indivíduos, um do sexo feminino, de 67 anos, e outro do sexo masculino, de 69 anos, no decurso da investigação epidemiológica que envolve um estabelecimento de ensino privado em Ponta Delgada, constituindo uma nova cadeia de transmissão.

Foram detetadas mais duas novas cadeias de transmissão, cuja origem ainda está em investigação, uma centrada no concelho da Ribeira Grande, tendo sido diagnosticados dois indivíduos do sexo feminino, sendo um de sete meses e outro de 39 anos, e dois indivíduos do sexo masculino, de 12 e 42 anos, e outra associada a um estabelecimento de ensino superior, tendo sido diagnosticado um indivíduo do sexo feminino, de 38 anos.

Foram também diagnosticados, na ilha de São Miguel, dois indivíduos do sexo feminino, de 21 e 28 anos, e um indivíduo do sexo masculino, de 53 anos, no seguimento do surgimento de sintomas, estando os casos em investigação epidemiológica.

Importa referir que foram registadas 15 recuperações, sendo 10 na ilha de São Miguel, correspondentes a quatro indivíduos do sexo feminino, com idades compreendidas entre 9 e 48 anos de idade, e seis indivíduos do sexo masculino, entre 4 e 62 anos, e três na ilha Terceira, reportando a um indivíduo do sexo feminino, de 42 anos, e dois indivíduos do sexo masculino, de 39 e 63 anos.

Na ilha do Pico, regista-se a recuperação de dois indivíduos do sexo feminino, de 55 e 62 anos, elevando para 342 o número de casos recuperados na Região.

Mais se informa que a Região conta agora com 13 cadeias de transmissão extintas e 11 cadeias de transmissão ativas, sendo seis na ilha de São Miguel, duas na ilha Terceira, duas partilhadas entre a ilha de São Miguel e a ilha de São Jorge e uma na ilha de São Jorge.

Assim, até ao momento, foram detetados na Região 629 casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença COVID-19, verificando-se atualmente 342 casos recuperados e 194 casos positivos ativos, dos quais 165 na ilha de São Miguel, 17 na ilha Terceira, oito na ilha de São Jorge, um na ilha do Pico, dois na ilha do Faial e um na ilha de Santa Maria.

As medidas de prevenção e contenção da pandemia devem ser mantidas e reforçadas, sempre que possível, por cidadãos e organizações públicas, privadas e do setor social.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO