Autoridade de Saúde Regional – São Miguel regista mais 16 novos casos de COVID-19

0
43

No comunicado emitido hoje, a Autoridade de Saúde Regional informa que, decorrentes das 1.566 análises realizadas nas últimas 24 horas nos dois laboratórios de referência da Região e das efetuadas em laboratórios privados, foram diagnosticados 16 casos positivos de COVID-19 na ilha de São Miguel.

No contexto da investigação epidemiológica relacionada com um estabelecimento de diversão em Ponta Delgada, foram diagnosticados nove indivíduos do sexo feminino, com idades compreendidas entre 6 e 63 anos, e cinco indivíduos do sexo masculino, com idades entre 24 e 69 anos.

Foram ainda detetados dois casos positivos, correspondentes a um indivíduo do sexo feminino, de 35 anos de idade, na sequência do surgimento de sintomas, e a um indivíduo do sexo masculino, de 52 anos de idade, no âmbito do rastreio a profissionais de saúde, casos que estão agora em investigação epidemiológica, tendo a Autoridade de Saúde Concelhia encetado os procedimentos inerentes à identificação, testagem e vigilância de contactos próximos.

Acresce referir que um caso positivo reportado a 10 de novembro, correspondente a um indivíduo do sexo masculino, de 28 anos, proveniente de ligação aérea com território continental português, apresentou documentação comprovativa de infeção e posterior recuperação, pelo que não é considerado caso ativo na Região.

Mais se informa que existem, neste momento, 13 cadeias de transmissão extintas e oito cadeias de transmissão ativas na Região, sendo três na ilha de São Miguel, duas na ilha Terceira, duas partilhadas entre a ilha de São Miguel e a ilha de São Jorge e uma na ilha de São Jorge.

Assim, até ao momento, foram detetados na Região 566 casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença COVID-19, verificando-se atualmente 311 casos recuperados e 162 casos positivos ativos, dos quais 133 na ilha de São Miguel, 16 na ilha Terceira, oito na ilha de São Jorge, três na ilha do Pico, um na ilha do Faial e um na ilha de Santa Maria.

As medidas de prevenção e contenção da pandemia devem ser mantidas e reforçadas, sempre que possível, por cidadãos e organizações públicas, privadas e do setor social.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO