BE pede esclarecimento da autoridade de Saúde sobre campanha para garantir igualdade

0
17
O Bloco de Esquerda enviou hoje uma carta ao diretor regional de Saúde – enquanto responsável pela Autoridade Regional de Saúde – a solicitar que sejam dadas orientações claras e objetivas sobre as regras sanitárias que têm que ser seguidas na campanha eleitoral, por forma a garantir a “absoluta igualdade entre as várias forças políticas”.

O BE deixa claro que não defende regras menos apertadas para os partidos políticos, mas apenas pretende “garantir que todas as campanhas seguem exatamente as mesmas regras, sem margem para interpretações”.

Assim, o BE quer que a Autoridade Regional de Saúde emita orientações particularmente sobre as regras a seguir em eventos de cariz político-partidário, no âmbito da campanha eleitoral, quer em espaços abertos, quer em espaços fechados e também que seja clarificado em que situações será imposto um isolamento profilático a passageiros que tenham viajado num voo em que esteja presente um passageiro que venha a ser dado como caso confirmado de Covid-19.

A experiência do BE até ao momento mostra que várias entidades, quer públicas, quer privadas, têm entendimentos distintos, por exemplo, relativamente à lotação de salas de eventos, e mesmo relativamente à possibilidade de estes eventos se poderem realizar ou não.

Este será o primeiro ato eleitoral a decorrer no país em plena pandemia e vai obrigar, sem sombra de dúvida, a uma campanha diferente do habitual, para garantir o cumprimento das regras sanitárias e proteger a saúde pública. “Acreditamos que todos os partidos estão cientes da importância do cumprimento rigoroso das orientações emanadas pela Autoridade de Saúde Regional”, lê-se no documento.

Embora o ato eleitoral ocorra apenas no próximo mês de outubro, o trabalho de preparação da campanha está já a ser feito por todos os partidos, daí que seja importante que haja uma posição pública da Autoridade Regional de Saúde tão cedo quanto possível.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO