Berto Messias realça caminho de credibilização e reconhecimento dos Açores na Europa e defende que se deve manter

0
11
DR/PS
DR/PS

“Os Açores são hoje uma Região reconhecida na Europa e no Mundo, como
um bom exemplo da aplicação dos fundos comunitários e como um bom
exemplo, dos instrumentos públicos de apoio existentes na União Europeia. É
por isso fundamental que esse caminho não pare”, defendeu Berto Messias,
durante o debate em Plenário sobre as propostas de Plano e Orçamento para
2021.
O deputado do PS/Açores sublinhou o caminho feito ao longo da democracia
autonómica, pelos Órgãos de Governo próprio da Região – “Fomos sempre um
ativo muito importante e muito significativo na credibilização externa da nossa
Região” – e considerou “fundamental que o XIII Governo dos Açores, no âmbito
da sua participação nas diversas instâncias europeias, que continue este
caminho de credibilização”.
O deputado do PS/Açores defendeu que “no âmbito das relações externas
devemos sempre todos trabalhar para um alargado consenso”, no entanto,
esse consenso não deve impedir o debate interno: “Isso não quer dizer que não
seja promovido internamente, dentro da nossa Região e no âmbito do
funcionamento e do trabalho dos Órgãos de governo próprio uma intensa e
assertiva discussão sobre todas as matérias que nos envolvem – que são
discutidas lá, mas que têm grande impacto cá”
No debate com o Subsecretário Regional da Presidência assegurou que, “da
parte do Partido Socialista, terão sempre toda a colaboração e empenho na
continuidade da construção europeia, fundamental também para as Regiões”,
reconheceu ao governante “a capacidade, competência e conhecimento de
causa para liderar a pasta das relações externas no Governo” e considerou-o
“o membro do Governo melhor preparado e mais capacitado para tratar das
questões no âmbito das Relações Externas”.
Berto Messias deixou uma palavra de reconhecimento e saudação a Rui
Bettencourt, “realço também o legado nesta área do meu antigo colega
Secretário Rui Bettencourt que muito ajudou nesse caminho de credibilização e
a esse propósito recentemente foi noticiado que o Conselho da Diáspora
Açoriana, medida do anterior Governo, irá tomar posse no dia 10 de Junho, dia
de Portugal. O Grupo Parlamentar do PS preferia que a tomada de posse fosse
no dia dos Açores”

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO