Governo dos Açores pretende tornar o setor da construção civil “mais sustentável”, defende Ana Carvalho

0
11
DR
DR

A Secretária Regional das Obras Públicas e Comunicações, Ana Carvalho, defendeu hoje, na Horta, a necessidade de tornar o setor da construção civil “mais sustentável”, desenvolvendo ações de “investigação, inovação e divulgação na área da Engenharia Civil”.

Segundo Ana Carvalho, o Governo Regional vai investir uma verba superior a um milhão de euros nestas ações, “incentivando a criação de uma economia verde e as potencialidades dos materiais endógenos dos Açores”.

Falando na Assembleia Regional, durante a apresentação da proposta de Plano para 2021 nas áreas que tutela, a governante salientou o investimento público de aproximadamente 94 milhões de euros para o setor, “81 milhões dos quais afetos a obras públicas, 3,8 milhões a transportes terrestres e nove milhões às comunicações”.

Segundo disse, a “modernização do sistema rodoviário e a melhoria das acessibilidades aos centros urbanos” é determinante para o “desenvolvimento económico e social” da Região.

Nesse sentido, acrescentou, é imperativo a “melhoria das acessibilidades e da construção, reabilitação e beneficiação da rede viária regional”, num investimento de 12 milhões de euros.

Ana Carvalho adiantou também que serão realizadas intervenções de conservação e manutenção de áreas verdes e miradouros, “com inegável importância para o turismo”.

Com um investimento superior a 300 mil euros, a governante salientou a criação de um “sistema de monitorização e vigilância das infraestruturas portuárias, de proteção costeira e áreas envolventes”.

Na área dos Transportes Terrestres e Segurança Rodoviária, explicou Ana Carvalho, com um investimento de 3,8 milhões de euros, haverá uma consolidação do “transporte público coletivo”, um apoio à “modernidade e competitividade no setor do táxi” e a promoção de “campanhas de segurança rodoviária na Região”.

Relativamente ao setor da Transição Digital, a Secretária Regional destacou a introdução de novas tecnologias nos Açores, tais como o 5G e a construção do novo anel de cabos submarinos de fibra ótica, “infraestrutura essencial que coloca os Açores na Europa”.

Durante este ano, será também implementada a infraestrutura centralizada para armazenamento de dados e computação, designada como Azores Cloud, acrescentou ainda Ana Carvalho, um investimento de seis milhões de euros que se materializa num “importante salto tecnológico”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO