Bloco pede esclarecimentos sobre abertura do Aquário de Porto Pim

0
58
blank

A poucos dias do início do verão, o Bloco de Esquerda questiona o Governo sobre atraso nas obras do troço de acesso ao Aquário de Porto Pim, na Horta, e para quando prevê a reabertura ao público deste equipamento, encerrado desde a data do furacão Lorenzo, em 2019.

Em requerimento ao Governo, o Bloco salienta a “relevância turística, histórica e educacional” do Aquário de Porto Pim, que se encontra fechado ao público desde o dia 2 de outubro de 2019, data em que os efeitos do Furacão Lorenzo danificaram alguns equipamentos e o troço do acesso pedonal ao edifício. Embora os prejuízos dos equipamentos do aquário, como as bombas de captação de água do mar, o quadro elétrico e as portas da casa das bombas tenham sido reparados ao abrigo de dispositivos de seguro, o troço de acesso continua por reconstruir.

O Bloco questiona, assim, a que se deve o atraso nestas obras, para quando está previsto o seu arranque e para quando se prevê que este equipamento abra, finalmente, as portas ao público, sobretudo numa altura em que a afluência de turistas à ilha já é bastante notória.

A situação não impede apenas o acesso ao Aquário de Porto Pim, como cria restrições à circulação pedonal no circuito do Monte da Guia, procurado por famílias, turistas e atletas para momentos de lazer, desporto e manutenção física. É ainda neste espaço que se pode ficar a conhecer mais sobre o Parque Marinho dos Açores, a biodiversidade dos nossos mares e os trabalhos de conservação e recuperação de animais marinhos sensíveis, sendo um ponto de referência e um lugar de visitação por excelência do complexo do Monte da Guia.