Bloco solidário com população de São Jorge e alerta para a necessidade de medidas imediatas para proteger a economia da ilha

0
17
DR
DR

O Bloco de Esquerda está ao lado da população de São Jorge e manifesta a sua solidariedade perante a atual situação, esperando que os piores cenários não se verifiquem, e juntando-se aos apelos das autoridades para que se sigam as orientações e informações oficiais. Além da resposta ao nível da proteção civil, o Bloco alerta que é necessário olhar já para os efeitos económicos desta crise, criando apoios específicos para as empresas da ilha de São Jorge.

O Bloco salienta que a economia da ilha de São Jorge está já a ser afetada, particularmente os setores que dependem da circulação de pessoas, nomeadamente turistas. Tendo em conta que está em vigor uma recomendação para que não sejam realizadas deslocações não essenciais à ilha, e que não é possível prever o período durante o qual irá perdurar esta recomendação, e ainda considerando a saída massiva de pessoas, o Bloco de Esquerda sugere que o governo implemente imediatamente apoios específicos aos setores da economia mais afetados de modo a manter empresas e salvar postos de trabalho na ilha. Devem também ser ponderadas medidas que dependem do Governo da República, como o recurso ao layoff simplificado como forma de salvar postos de trabalho.

Salientamos a abertura já demonstrada pelo governo para informar os partidos do ponto de situação da crise sismovulcânica, assim como dos meios no terreno e em estado de prontidão.

Em contacto direto com o Governo Regional, o Bloco de Esquerda teve a oportunidade de alertar também para questões relacionadas com o abastecimento da ilha, com o fornecimento de energia, tendo também salientado a necessidade de se incluírem soluções práticas e viáveis para os animais de companhia nos planos de evacuação e de deslocação.