BREVES

0
12
DR
DR

Educação – Secundária Manuel de Arriaga comemorou Dia da Escola

Na passada sexta-feira, 14 de maio, a Escola Manuel de Arriaga comemorou o seu Dia da Escola.
O programa iniciou-se com a celebração da Eucaristia, presidida pelo Rev.Pe. Paulo Silva e animada pelos alunos de Educação Moral e Religiosa Católica e alguns docentes.
Seguiu-se um conjunto de variadas atividades que integraram visitas guiadas ao Museu da Escola, apresentação de exposições de trabalhos realizados pelos alunos no contexto de várias disciplinas, provas desportivas, peddy paper, dança, jogos, entre outras iniciativas.
Foi ainda apresentado o selo, carimbo e postal comemorativo dos 50 anos do aeroporto da Horta e realizada a tradicional sessão dos “Óskares Malu-quíssimos” que elege, numa pluralidade de categorias, alguns dos elementos da comunidade escolar.
Lançada foi também mais uma edição do jornal “Arauto”, esta dedicada ao tema “Cidadania em movimento”, que conta com uma vasta colaboração dos alunos, na forma de cartazes dedicados a algumas das temáticas que foram abordadas nas aulas de cidadania.
As celebrações do Dia da Escola terminaram na Sociedade Amor da Pátria com a Sessão Solene, onde foram homenageados os professores e funcionários que passaram à situação de aposentados e ainda os docentes que já atingiram 35 anos ou mais de serviço naquela instituição educativa.
O Dia da Escola foi instituído para ser comemorado a 15 de maio, dia em que se constituiu de forma definitiva, em 1854, o Liceu Nacional da Horta, do qual a Escola Manuel de Arriaga é a continuadora.

DR
DR

Bolsa de voluntariado – Autarquia apresenta projeto em formato digital

A Câmara Municipal da Horta (CMH) já apresentou a nova plataforma digital “Bolsa Municipal de Voluntariado”. Para além de agilizar e divulgar todos os projetos e oportunidades de voluntariado da ilha do Faial, pretende ainda promover o encontro entre vontades e necessidades, ou seja, entre a procura (pessoas que expressam disponibilidade e vontade para serem voluntárias) e a oferta (entidades promotoras que reúnam condições para integrar voluntários e coordenar o exercício da sua atividade) de voluntariado a nível local.

Sensibilizar para a prática do voluntariado e para uma cidadania mais ativa é outro dos objetivos deste projeto, que foi apresentado na tarde da passada segunda-feira nos Paços do Concelho.
Na sessão de apresentação, o presidente da CMH destacou a importância de “disciplinar e formalizar o trabalho voluntário”, e, mais do que isso, “incentivar o cidadão e cidadã a ser voluntário e a dar o seu contributo” à sociedade. “Temos muitas associações, instituições e empresas que necessitam deste contributo”, defendeu o edil camarário, garantindo que a plataforma dará uma “boa reposta nesta área”.
Por sua vez, vereadora Ester Pereira explicou que este projeto foi motivado para “mediar e concentrar toda a ação de voluntariado das diversas associações, entidade e empresas”, pertencentes ao concelho da Horta.
Ao expor todos os recursos que estarão disponíveis nesta nova ferramenta, Ester Pereira avançou ainda que o papel primordial da CMH será de “mediar entre a ação de entrada de voluntários e a ação de entrada de associações”, sendo objetivo final que “a gestão seja autónoma da própria associação, entidade ou empresa”.

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO