BREVES

0
82

Arquitetura Frente de Mar da Horta é candidata ao Prémio da União Europeia para Arquitetura Contemporânea

O projeto da primeira fase da requalificação da Frente de Mar da Horta está entre os 449 trabalhos nomeados ao Prémio da União Europeia para Arquitetura Contemporânea Mies van der Rohe 2022. Da lista, conhecida esta terça-feira, constam 19 projetos de arquitetura em Portugal e dois de arquitetos portugueses construídos fora do país.
Esta distinção foi criada em 1988 com o objetivo de reconhecer exemplos de excelência na arquitetura europeia, não apenas do ponto de vista estético e funcional mas em todas as múltiplas vertentes que influenciam atualmente a criação arquitetónica, como os aspetos tecnológicos, sociais, culturais ou económicos. em toda a Europa.
Na atual edição do prémio foram selecionados projetos de 279 cidades e 42 países. A Frente de Mar da Horta é o único representante açoriano. As nomeações estão a cargo de especialistas europeus independentes, associações nacionais de arquitetura e do próprio comité consultivo do prémio.
Os projetos agora indicados serão agregados com um novo grupo de nomeado em setembro, já que, devido aos impactos da pandemia de Covid-19, a organização decidiu dividir a seleção dos nomeados em duas fases.
Recorde-se que o projeto de requalificação da frente marítima da Horta, nos Açores é da responsabilidade de João Ferrão e João Costa Ribeiro, do gabinete de arquitetura extrastudio.

Parque Natural do Faial Desmascarando as plantas

Desmascarando as plantas é o nome da atividade que o Parque Natural do Faial, vai realizar no dia 13 de fevereiro, âmbito do parque aberto.
Nesta atividade, o desafio lançado às crianças dos 6 aos 12 anos é que sejam detetives e descubram os locais corretos das placas de identificação das plantas que alguém trocou, para que voltem a ficar corretamente identificadas.
As inscrições são limitadas e devem ser efetuadas até ao dia 9 de fevereiro em [email protected]

Ambiente Autarquia dispõe de mais uma viatura para recolha de resíduos

Com o objetivo de ter um concelho mais limpo e amigo do ambiente a Câmara Municipal da Horta, introduziu no circuito de recolha de resíduos indiferenciados uma nova viatura.
Num investimento de cerca de 240 mil euros, este novo equipamento, para além de uma maior capacidade, irá proporcionar melhores condições de trabalho para os trabalhadores afetos aos resíduos, na autarquia, bem como complementar as outras duas viaturas, já em funcionamento, de 7 m3 para percursos mais estreitos no interior da cidade, e elétrica multifunções, que opera o sistema de monda térmica.
O investimento, que decorreu da candidatura do projeto “Requalificação do Sistema de Recolha e Valorização de Resíduos do Município da Horta”, foi financiado em 85% pelo Programa Operacional Açores 2020, e permite, rentabilizar percursos e modernizar a frota da autarquia, na área dos resíduos.
Com estes investimentos o Município da Horta pretende continuar a liderar o ranking dos Municípios dos Açores com mais investimento realizado na área ambiental.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO