Câmara anuncia requalificação do Beco do Saco na Matriz

0
54
DR/CMH
DR/CMH

“Nestes 4 anos, a Câmara Municipal da Horta transferiu para a Junta de Freguesia da Matriz 124 mil euros em delegações de competências”, a informação foi avançada pela Vereadora Ester Pinto Pereira no decorrer da sessão solene evocativa do Dia da Freguesia que decorreu no passado dia 8 de março no Teatro Faialense.

Na sua intervenção a Vereadora destacou a obra de melhoria das condições de acesso ao Miradouro do Monte Carneiro, uma zona turística por excelência, e o Caminho Fundo cuja empreitada de repavimentação, será lançada a concurso dentro em breve.

No caso do Caminho Fundo, a intervenção do Município foi mais além, incluindo protocolos de acesso ao fundo próprio de investimento da Câmara, no valor de 16 mil euros.

“Esta obra tem um grande alcance, naquela que é a circulação entre a Cidade e a Freguesia dos Flamengos e da Feteira e na forma como poderemos, no futuro, exercer, inclusive, as nossas competências em matéria de proteção civil”, disse.

Na freguesia da Matriz foi ainda concluído, neste mandato, o Centro de Acolhimento Empresarial, que alterou o paradigma de visita ao antigo mercado municipal.

Foi reabilitada a Rua Conselheiro Miguel da Silveira, para dignificar a circulação no interior da cidade e foi, sem dúvida, dada uma nova vida à Praça do Infante.

Para além disso, e ainda na freguesia da Matriz foram introduzidas visitas turísticas à Torre do Relógio, depois de reabilitado o espaço, e realizadas parcerias tendo em vista a visitação da Igreja do Carmo e sua visitação como Museu de Arte Sacra da Horta.

“Construímos o primeiro parque de estacionamento público da cidade, na Rua de São João, que se encontra a aguardar uma vistoria técnica para poder abrir com segurança e, na Rua da Vista Alegre, depois do reforço de talude, também intervimos na escola de freguesia, melhorando o espaço de refeitório e de parque infantil, incluindo a pintura integral do edifício.

Ester Pinto Pereira anunciou ainda que será dado início à intervenção que se pretende desenvolver no Beco do Saco, criando, no interior daquele espaço residencial, um estacionamento controlado e reordenado, ao nível, igualmente, da gestão dos resíduos sólidos urbanos.

“É fundamental que esta intervenção se processe uma vez que, como sabem, também muito em breve, o Largo do Bispo D. Alexandre será beneficiado com uma intervenção particular, nomeadamente no espaço do antigo Grémio Literário, que receberá um boutique hotel”, revelou.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO