Câmara do Comércio e Indústria da Horta – Mesa do Comércio bate com a porta

0
9

A Mesa do Comércio da CCIH, liderada por Mário Jorge Silva, apresentou ontem a sua demissão em bloco. Em causa está o parecer enviado pelo Conselho de Ilha do Faial à Comissão dos Assuntos Parlamentares sobre o PROTA, que na semana passada se soube conter um parágrafo referindo-se às plataformas logísticas como uma “mais-valia” para o Faial, precisamente o contrário daquilo que os conselheiros defendiam: a retirada da referência às plataformas do documento.

Ângelo Duarte, presidente do Conselho de Ilha e simultaneamente presidente da CCIH, assumiu ter sido enviado o parecer errado para a Assembleia Regional, erro que a Mesa do Comércio não perdoa, tendo em conta a posição de combate desde logo assumida pela CCIH contra as plataformas logísticas. Mário Silva foi, de resto, o primeiro subscritor de uma petição a pedir a remoção da referência às plataformas do PROTA, que foi analisada pela Comissão.

Tendo tudo isto em conta, o empresário considera que esta situação foi um sinal de “incoerência” do presidente, e “um erro demasiado grosseiro”, posição partilhada pelos restantes elementos da Mesa, que apresentaram por isso a sua demissão, na tarde de ontem.

Mário Silva, a mais acérrima voz faialense na luta contra as plataformas, não se conforma com esta situação, que entende tê-lo colocado “numa situação comprometedora”, e fala numa falha de confiança para com o presidente da CCIH, já que considera que Ângelo Duarte devia ter informado os empresários de que teria havido um lapso no envio do parecer à ALRAA.

Apesar da demissão, Mário Silva garante que não vai baixar os braços na luta contra as plataformas logísticas.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO