Câmara Municipal da Horta promove a inclusão e a igualdade através do projeto “Aprender em Comunidade”

0
33
blank

O Município da Horta arrancou com a iniciativa “Aprender em Comunidade”, com a realização de cursos de “Português para Estrangeiros” e “Inglês Nível Básico”, estando agendado para o próximo mês o início do curso “Cuidados Geriátricos”.

“O Município da Horta pretende com este projeto desenvolver competências e dotar os participantes de ferramentas essenciais para a vida em sociedade, numa comunidade que se pretende inclusiva e igualitária”, afirmou o Presidente da Câmara Municipal da Horta.

Carlos Ferreira adiantou que a iniciativa assenta em três áreas importantes para que qualquer cidadão se sinta devidamente integrado e apoiado, sendo mais uma forma de valorizar a população e um meio de aquisição de novas competências inclusivas.

Numa primeira fase, irão decorrer três ações de formação, tendo arrancado, no passado dia 7 de março, a formação de “Inglês Nível Básico”, com 16 inscritos. Este curso livre, de 14 sessões, decorre até ao dia 2 de maio, no Centro Associativo Manuel de Arriaga, na freguesia das Angústias, e é lecionado pela formadora Filomena Pinheiro.

Já na freguesia do Capelo, deu-se início à formação “Português para Estrangeiros”, dividida em 17 sessões. O workshop lecionado por Gonçalo Tocha contou com 30 inscrições, e visa dotar os participantes não falantes de português, do conhecimento básico da língua portuguesa.

“É com base na promoção de uma cidadania ativa, da participação e dos valores dos direitos humanos que a Câmara Municipal da Horta promove esta ação de formação, que contribui para um melhor acolhimento e integração das pessoas imigrantes no concelho”, considerou o Presidente do Município, relembrando que este executivo pretende criar o Conselho Municipal do Imigrante, Integração e Interculturalidade.

“Este órgão pugnará pela promoção da interculturalidade, alicerçada numa visão de ilha mais igualitária e solidária, comprometida com o combate à pobreza, às exclusões sociais e territoriais e às discriminações raciais, numa lógica de subsidiariedade e de parceria local”, concluiu Carlos Ferreira.

No próximo mês de abril vai arrancar o workshop “Cuidados Geriátricos”, na freguesia dos Flamengos, lecionado pela formadora Alexandra Sousa, tendo como objetivo proporcionar conhecimentos e competências direcionadas para o trabalho na assistência à terceira idade.