CDS-PP visita a APADIF para formalizar o Projeto de Resolução entregue na ALRAA

0
26
TI

TI

CDS-PP entregou no passado dia 10 de novembro na Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores (ALRAA) um Projeto de Resolução que recomenda o apoio do Governo na construção e edificação de um Centro de Atividades Ocupacionais (CAO) sobre a jurisdição da Associação de Pais e Amigos dos Deficientes da Ilha do Faial (APADIF).
A fim de formalizar este projeto e dar conhecimento dos moldes em que foi trabalhado, o partido visitou a sede da instituição

O CDS-PP visitou, no passado dia 16 de novembro, a sede da APADIF para “formalizar” e dar a conhecer o Projeto de Resolução entregue pelo partido na ALRAA que recomenda ao Governo dos Açores que apoie a APADIF na criação de um CAO.
Como se pode ler na Resolução, à qual o Tribuna das Ilhas teve acesso, o CDS-PP “recomenda ao Governo Regional da Região Autónoma dos Açores a cedência, à Associação de Pais e Amigos dos Deficientes da Ilha do Faial (APADIF), de parcela de terreno, na ilha do Faial, da propriedade da Região Autónoma dos Açores, e a consequente celebração de um contrato de cooperação-valor investimento com o objetivo de assegurar o financiamento necessário à execução de obras de construção e edificação de um Centro de Atividades Ocupacionais”.
Segundo o deputado parlamentar do partido pelo Faial, Rui Martins, esta visita à instituição e a entrega deste Projeto de Resolução vem “no seguimento daquilo que era um compromisso de campanha eleitoral que tinha a ver com o facto de envidarmos esforços para promover um projeto resolução que fosse ao encontro de uma pretensão da própria APADIF que é a criação de uma valência de CAO sobre a jurisdição da própria APADIF”.
O deputado explica que apesar de já existir no Faial um CAO sobre a jurisdição da Santa Casa da Misericórdia, que acolhe 30 utentes, esta não é suficiente para satisfazer a necessidade e a procura que existe na ilha.
Para além disso, Rui Martins salienta que a APADIF é indicada para este projeto por “promover uma oferta diversificada, promover uma inclusão que achamos que é pertinente” como “tem demonstrado ao longo do tempo com o trabalho que fazem em projetos como o Moviment’arte e outros”.
Sobre o Projeto de Resolução entregue o deputado afirma “não ser uma proposta de alteração ao orçamento”, sublinhando que é um projeto que “depois dentro do partido iremos fazer o melhor enquadramento, se será em sede de orçamento para já ou não, mas de qualquer das formas vai ser levado à própria Comissão dos Assuntos Sociais para ser discutido e depois ser debatido em plenário”.
Rui Martins realça ainda que “o projeto em si é aberto” para que o Governo possa “implementar da maneira que achar mais viável”. Contudo, o que propõem é a construção de um edifício de raiz.
“Nós queremos é promover efetivamente esta abertura do governo, esta ligação à APADIF e promover o CAO”, concluiu o deputado.