Centenário da Primeira Travessia Aérea do Atlântico – Parte X

0
9

A VIAGEM DO NC-4 ATRAVÉS DO ATLÂNTICO – Os problemas do NC-4 até Trepassey Bay.

Depois da descolagem seguinte à amaragem após Halifax, levantou-se um vento de cauda que favoreceu a velocidade do NC-4 até Trepassey Bay. Contudo, a temperatura caiu abruptamente e começou a formar-se gelo nas estruturas da aeronave, um perigo muito real para a mesma. Esta situação obrigava a manter a altitude se não mesmo a diminui-la.
Este abaixamento de temperatura dificultava ao comandante Read a operação do derivómetro montado na borda do poço frontal, posto do “Navegador”. Este fenómeno acabava por dificultar as operações de navegação da aeronave. Para poder resistir ao frio que se fazia sentir na proa do NC-4, o lieutenant-commander Albert Read usava, por debaixo da farda de inverno, duas camadas de roupa interior grossa e, por cima da farda, um casaco de cabedal forrado a pelo de ovelha. Isto dá uma ideia de quão desagradável era para a tripulação viajar horas seguidas nos lugares abertos (navegador e pilotos).

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO