Comissão Europeia aprova manutenção de apoios à extensificação pecuária

0
6
DR/GACS

DR/GACS

No passado dia 27 de Julho, na ilha do Corvo, o Governo dos Açores apresentou a terceira revisão do programa PRORURAL+ à Comissão Europeia.

O projeto foi aprovado e permite a cerca de 231 agricultores continuar a receber apoios para a extensificação pecuária revelou o Secretário Regional da Agricultura e Florestas manifestando a sua satisfação pela sua aprovação.

“A Comissão Europeia aprovou esta revisão e isto irá permitir que aqueles agricultores que viram interrompidos os seus compromissos no âmbito da manutenção da extensificação pecuária em 2016 possam continuar a receber este apoio já este ano”, afirmou João Ponte, no final das reuniões com as direções da Cooperativa Lacticorvo e Associação Agrícola da ilha.

O Governo dos Açores já havia anunciado em janeiro que iria solicitar à Comissão Europeia uma alteração ao PRORURAL+, procurando reforçar a dotação da medida relativa à extensificação pecuária, através da transferência de verbas de outras medidas com taxas de aprovação e execução mais baixas, para que os agricultores mantivessem o regime extensivo das suas explorações, o nível de sustentabilidade e rentabilidade.

João Ponte salientou que a decisão é “uma boa notícia” para o setor e revela que a Comissão Europeia foi sensível aos argumentos apresentados pelo Governo Regional.

“Estamos a falar de uma verba de 3,2 milhões de euros durante cinco anos”, disse João Ponte, acrescentando que esta alteração do PRORURAL+ terá impacto direto em todas as ilhas, principalmente no Corvo, Flores, Santa Maria e Pico.

De realçar o apoio prestado ao grupo ocidental do arquipélago, Corvo e Flores, relativo à extensificação pecuária se traduz em 70 mil e 130 mil euros anuais, respetivamente.

João Ponte adiantou ainda que o Executivo vai continuar a apoiar financeiramente a Cooperativa Agrícola local uma vez que esta presta importantes e diversificados serviços aos agricultores corvinos.

Por outro lado, será aberto “muito em breve” um concurso para a remodelação do edifício dos Serviços de Desenvolvimento Agrário na ilha, com o objetivo de melhorar as condições físicas de prestação de um serviço de proximidade e qualidade ao setor agrícola. 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO