Comunicado

0
46
DR

(Colocar o Presidente do Governo Regional, Vasco Cordeiro,
perante as suas responsabilidades políticas: a Representação Parlamentar do PPM agendou uma interpelação parlamentar ao Governo Regional no plenário do Parlamento dos Açores, a realizar no dia 10 de setembro de 2019)

O Grupo SATA somou, entre 2014 e o primeiro trimestre de 2019, mais de 200 milhões de euros de prejuízos. Prevê-se um novo desastre nas contas do segundo trimestre de 2019. Tudo isto apesar do Presidente do Governo Regional se ter comprometido a reduzir os prejuízos em cerca
de 50% em 2019 (tendo como referência os 53 milhões de euros de prejuízos de 2018).

A operação da SATA durante o Verão IATA de 2019 está a revelar-se um autêntico desastre. Registaram-se inúmeros cancelamentos de voos, incumprimento reiterado dos horários, estrangulamento da mobilidade dos açorianos em quase todas as ilhas e na diáspora e o aluguer, que já se
provou ser desastroso, reiterado de aviões a outras companhias aéreas.

Vasco Cordeiro, que nomeou todos os presidentes do conselho de administração do Grupo SATA desde 2013, é o principal responsável político pelo colapso do Grupo SATA.

A Representação parlamentar pretende confrontá-lo com as suas responsabilidades. Pretende-se também que nos sejam dadas explicações em relação aos caos vivido pela
empresa ao longo dos últimos meses. Finalmente, vamos exigir a divulgação imediata dos resultados obtidos pelo Grupo SATA no segundo trimestre de 2019.

Açores, 26 de outubro de 2019

A Representação Parlamentar do PPM na Assembleia Legislativa da Região

Autónoma dos Açores
Paulo Estêvão

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO