CRÓNICA – Os pequenos nadas da beira da estrada

0
17

Por: Lídia Bulcão

Repetir o mesmo trajeto todos os dias é uma rotina a que poucos escapam. Podemos até alterar o percurso, por uma ou outra vez, em função de uma vontade ou necessidade repentina, mas a tendência acaba por se instalar no caminho que nos é mais confortável, deixando que as necessidades da vida nos façam escorregar pelas manhãs sem sobressaltos maiores.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO