Deputados do PSD/Faial pedem esclarecimentos sobre voos redondos na rota Horta-Lisboa

0
17
DR

DR

Num requerimento entregue no parlamento açoriano, os deputados do PSD/Faial solicitam ao governo esclarecimentos sobre a intenção da Azores Airlines de transformar alguns voos da rota Lisboa-Horta-Lisboa em voos redondos com uma escala em outra ilha.
O requerimento surge na sequência de informações vindas a público nas “últimas semanas” a dar conta da possibilidade de alguns voos desta rota virem a realizar-se sem ligação direta, denunciam Carlos Ferreira e Luís Garcia

Os deputados do PSD/Açores eleitos pelo Faial, querem ser esclarecidos sobre a possibilidade de alguns voos da rota Horta/Lisboa passarem a ser realizados sem ligação direta, mas sim com recurso a uma escala na ilha Terceira.
Num requerimento entregue no parlamento açoriano, na passada semana, Carlos Ferreira e Luís Garcia, solicitam ao governo regional, um “esclarecimento inequívoco sobre a intenção da Azores Airlines de transformar alguns voos da rota Lisboa-Horta-Lisboa em voos redondos com uma escala em outra ilha”.
Os deputados faialenses do partido Social Democrata denunciam que “nas últimas semanas” têm sido recorrentes as informações “que dão conta da possibilidade de alguns voos desta rota virem a realizar-se, já durante esse mês de outubro, com uma escala na Lajes, Terceira, e não com ligação direta, como acontece há anos”.
Neste contexto, no requerimento, Carlos Ferreira e Luís Garcia, questionam se “confirma ou não o governo regional” esta posição da Azores Airlines em transformar voos da ligação Lisboa-Horta-Lisboa em voos redondos, e caso a resposta seja afirmativa, querem saber “quais as razões que fundamentam tal decisão?”.
No documento, os deputados do PSD/Faial, apontam ainda as “dúvidas” e as “informações contraditórias” sobre este assunto e lembram que o presidente da Câmara Municipal da Horta “apressou-se a anunciar”, durante a campanha para as eleições autárquicas, “que, por sua intervenção, tal situação estava resolvida e que essas ligações continuariam a ser diretas.
No entanto, denunciam os deputados, “uma pesquisa na plataforma ‘SATA Lookup’ para os voos Horta-Lisboa nos dias 21, 23 e 28 de outubro indicam que os voos da Azores Airlines têm saída da Horta às 17h25 e chegada a Lisboa às 22 horas, com uma escala de 50 minutos na Terceira”.
“Como explica o governo regional que estes voos redondos tenham sido programados e inseridos no site da SATA, retirados perante as queixas e em plena campanha eleitoral para as eleições autárquicas e, agora, tenham reaparecido?”, questionam os deputados, acrescentando que “urge que os faialenses sejam esclarecidos das intenções da SATA e sobre o que pensa o executivo acerca destas intenções da companhia aérea”.