Desratização – Coligação Acreditar no Faial defende maior eficácia no combate à praga na ilha

0
40
TI

TI

Os vereadores eleitos pela Coligação Acreditar no Faial na Câmara Municipal da Horta defendem uma maior organização das campanhas de desratização na ilha.
Segundo os vereadores, a praga de ratos no Faial tem gerado alguma preocupação junto dos cidadãos.

“São muitos os cidadãos, empresas e instituições que nos têm manifestado a sua profunda preocupação com os sinais crescentes de proliferação de ratos no Faial, com a agravante de ser cada vez mais próximo das habitações”, refere o vereador Estevão Gomes no voto de recomendação apresentado à autarquia.
O documento dos vereadores eleitos pela Coligação “Acreditar no Faial” na Câmara Municipal da Horta alerta para a necessidade de incutir maior organização, planeamento e eficácia nas campanhas de desratização no Faial.
Os vereadores recordam que os Açores são a região do país “com maior taxa de prevalência de casos de leptospirose e destes roedores serem o principal transmissor do tifo, peste bubónica, hantavírus, entre outras, merecem também destaque nos argumentos constantes do referido voto, que salienta ainda as fortes implicações económicas deste fenómeno, atendendo aos elevados prejuízos que aqueles roedores provocam, nomeadamente nas produções agrícolas e pecuárias da ilha”.
No documento, Carlos Ferreira, Estêvão Gomes e Sandra Goulart consideram “errada” a estratégia enunciada em declarações recentes “pelo vereador com este pelouro”, uma vez que contrariam “as recomendações técnicas e as boas praticas instituídas, além de não se enquadrarem nas características dos produtos adquiridos pela câmara municipal e governo regional”.
Por outro lado, os vereadores entendem que é “fundamental dar continuidade ao trabalho realizado pelas comissões de acompanhamento anteriores e valorizar as suas orientações”, defendendo ainda “uma atuação articulada entre todos os intervenientes, designadamente o governo regional, a câmara municipal, as juntas de freguesia, associações e população em geral”.
A Coligação Acreditar no Faial propôs também a este respeito que “a Câmara Municipal da Horta e o Governo Regional dos Açores desenvolvam uma campanha de sensibilização e de formação sobre o combate a estes roedores junto da população do Faial, insistindo na recomendação de que sejam seguidas as orientações técnicas e boas práticas, nomeadamente, a criação de postos de distribuição de raticida, a realização de campanhas continuadas de distribuição, e que estas campanhas sejam realizadas prioritariamente nos momentos de carência de alimentos, sobretudo entre os meses de novembro e fevereiro”.
O voto de recomendação apresentado acabou por ser chumbado pela maioria socialista.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!