Diáspora açoriana aproxima povos e regiões, afirma Diretor Regional das Comunidades

0
10

O Diretor Regional das Comunidades destacou hoje, em Florianópolis, no Brasil, a “importância” da diáspora açoriana na “aproximação entre povos e regiões”.

“Devido à sua capacidade interventiva, à forma como interage com as diversas instituições e o trabalho que desenvolve na valorização da nossa presença em diversos espaços, é determinante para que haja um profícuo relacionamento entre os Açores e as diversas comunidades açorianas”, afirmou Paulo Teves.

O Diretor Regional acrescentou que este relacionamento se tem “intensificado em novas áreas de cooperação”, como é o caso do desporto.

Paulo Teves falava num encontro com um grupo de jovens atletas sub 11 do Avaí Futebol Clube, no Estádio Dr. Aderbal Ramos da Silva – Ressacada, que se vão deslocar aos Açores em abril para participar no Torneio de Futebol Infantil, a convite do Clube União Micaelense e com o apoio do Governo dos Açores.

Neste encontro, em que também participaram os pais dos atletas e a direção técnica do clube, o Diretor Regional salientou que, com esta iniciativa, pretende-se “reconhecer a importância da diáspora e reforçar a sua ligação aos Açores, bem como proporcionar aos jovens um contacto muito direto com a realidade da Região”.

O Avaí Futebol Clube, atual campeão de Santa Catarina, campeonato que já venceu 17 vezes, bem como da série C brasileira, foi fundado em 1923, na cidade de Florianópolis, e tem diversos escalões masculinos e femininos, sendo a primeira vez que estará nos Açores, representando a diáspora açoriana naquele torneio.

No primeiro dia desta deslocação ao Brasil, o Diretor Regional das Comunidades esteve quinta-feira na sessão de encerramento das atividades culturais da Casa dos Açores do Estado do Rio Grande do Sul, na cidade de Gravataí.

Na ocasião, Paulo Teves destacou o trabalho de resgate da presença açoriana desenvolvido por aquela instituição, que “tem congregado tantas outras organizações que relevam a importância do Povo Açoriano neste Estado do Sul do Brasil”.

“Apraz-nos registar que um dos objetivos que norteiam a Casa dos Açores no Rio Grande do Sul é a divulgação dos Açores de hoje, quer junto das escolas, quer de um público mais alargado, como foi o exemplo da viagem organizada este ano a quatro ilhas do nosso arquipélago”, referiu o Diretor Regional.

“Quanto maior for o conhecimento das nossas ilhas, maior será o reconhecimento da nossa diáspora no mundo, que é, sem dúvida, um enorme motivo de orgulho para todos nós”, frisou.

A Casa dos Açores do Estado do Rio Grande do Sul, fundada em 2003, tem como missão divulgar, proteger, resgatar e promover a cultura e os interesses dos Açores e dos açordescendentes no Rio Grande do Sul, assumindo um papel relevante e evidenciando este Estado brasileiro como um dos maiores expoentes da cultura açoriana no mundo, onde a presença açoriana data de meados do século XVIII.

A CAERGS promove, durante todo o ano, o projeto ‘Noite no Solar da Casa dos Açores do Estado do Rio Grande do Sul’, que conta com o apoio do Fundo Municipal de Cultura de Gravataí.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO