Diretora da Escola do Mar quer “repor a verdade”

0
90
DR
DR

Fonte: Escola do Mar dos Açores

Já é tempo de dignificar a instituição Escola do Mar dos Açores.

Já é longo o histórico de notícias e comunicados depreciativos sobre a Escola do Mar dos Açores. Há que repor a verdade que nunca é falada.

Ora vejamos que, para além de infraestruturas que em nada envergonham qualquer açoriano, a EMA tem também um capital humano reconhecido e elogiado por todos os seus pares. A sua oferta formativa está em constante crescendo e pergunte-se se valores como cerca de 800 formandos, só em 2022, não são de se ter em conta?

O caminho de parcerias tem sido trilhado, registando-se cada vez mais entidades parceiras do projeto da EMA, isto porque, efetivamente, acreditam nesta instituição, inclusivamente algumas destas parcerias são empresas titulares de currículo internacional.

Porém, note-se que quem não reúne com a Escola, naturalmente, não poderá saber da sua estratégia. Quem não conhece a sua oferta formativa, dificilmente poderá reconhecer o valor acrescentado da EMA na formação nos Açores. Quem não participa nos eventos, que constituem marcos históricos desta escola, não poderá reconhecer o valor enquanto entidade certificada e que, em jeito de arremesso político, continua a não querer dignificar esta instituição de ensino açoriano.

Há, no entanto, outras referências, e relembrando as palavras da Senhora Secretária de Estado das Pescas, que nos visitou recentemente, e que veemente afirmou reconhecer na EMA uma escola de referência tanto a nível nacional como a nível internacional.

A Escola do Mar dos Açores, apenas, quer continuar a trabalhar para alcançar a excelência, na formação de marítimos nos Açores, em Portugal Continental e no Mundo.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!