E lá se foi o Verão

0
6

Lá se foi a Semana do Mar
Também a mosca do verão
Agora convém esperar
Pelos frutos da estação

Vem aí as eleições
Para entreter o povo
Vem aí os espertalhões
Não trazem nada de novo

Já o povo anda pasmado
Sem saber o que fazer
A olhar para o mercado
Para que lado vai crescer

Também o velho quartel
Vai ser todo modernizado
Com uma fábrica de papel
E este papel é selado

Para o lado da Conceição
Vai ser uma maravilha
Vão dar a extrema unção
A todo o povo da ilha

Já tem 30 e tal propostas
A Câmara Municipal
Só falta abrir as portas
Para entrarem no Faial

Agora vão endireitar
Tudo o que andava torto
Em breve vão começar
As obras no aeroporto

Trabalhos não vão faltar
Nem prata nem ouro
E as águas vão chegar
Às Termas do Varadouro

Castelo Branco e Feteira
Estão pertinho do muro
Tem que ir à Caldeira
Com os turistas de burro

Agora é que vai ser
Está o vento de bom lugar
Custa pouco prometer
Custa mais é a pagar

E lá vai o Zé Povinho
Com os bombos a tocar
À espera dum beijinho
Vão vendo a banda passar

Nós temos muitos políticos
E todos muitos jeitosos
Todos eles muito críticos
Mas tem muitos mentirosos

A mentira tem um mal
Tem uma cola que pega
Mas a mentira só vale
Até que a verdade chega

Lá se despede o Caetano
Já tenho pouco espaço
Continuação de bom ano
Para todos um abraço

Em breve vou a Lisboa
Tratar do meu coração
Como sou má pessoa
Vou pedir a Deus perdão

De todos me vou despedir
Quer gostem de mim ou não
E a Deus eu vou pedir
Para todos seu perdão

Vão ter que dar desconto
Pois eu já não sei escrever
Mas ao meio dia em ponto
Começou a terra a tremer

Texto escrito a 10 de outubro 2016

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO