Encerramento dos Ginásios em São Miguel

0
31
DR
DR

Por: Portugal Activo

Com a entrada em vigor do Decreto Regulamentar Regional n.º 1-B/2021/A, de 14 de janeiro de 2021, o qual no artigo 11, alínea 2, j), coloca como restrição aos concelhos de alto risco da região, neste caso Ilha de São Miguel, o encerramento dos ginásios bem como das práticas desportivas que nele ocorrem, a Plataforma Açores Portugal Activo | AGAP vem esclarecer o seguinte:

 

  1. Os ginásios procederam à sua reabertura em junho, após o confinamento, apensa após a Direção Regional da Saúde ter definido critérios rigorosíssimos para estes espaços, que o setor acatou, investiu e escrupulosamente cumpre, permitindo a utilização destes espaços de saúde e vitalidade debaixo de sólidas medidas de higiene e segurança;

 

  1. Dá-se inclusivamente conta de que os ginásios são dos poucos locais em que é possível garantir um rastreamento exaustivo dos utilizadores em todo e qualquer período do seu funcionamento, uma vez que se tratam de espaços onde existe um controlo das entradas e marcações, através de sistemas de registo eletrónico, o que possibilita a identificação dos contactos, e respetivas proximidades, de algum utilizador que venha a revelar-se como suspeito de infeção para a COVID-19;

 

  1. A Plataforma Açores Portugal Activo | AGAP destaca um estudo – sobre o qual se conhece a metodologia seguida e as conclusões – do Advanced Wellbeing Research Centre, da Universidade de Sheffield Hallam, no Reino Unido, e da Universidade Rey Juan Carlos, em Espanha, encomendado pela EuropeActive, que dá conta de que ginásios, clubes de fitness e instalações de lazer revelaram ser locais com níveis de transmissão de COVID-19 extremamente baixos, e que pode ser consultado aqui e aqui;

 

  1. O estudo referido na alínea anterior demonstra ainda que os ginásios na União Europeia são locais seguros para praticar exercício, indicando também que estar fisicamente apto pode ajudar a reduzir a gravidade da infeção por COVID-19 e, além disso, pode ajudar a enfrentar psicologicamente os desafios de uma segunda onda da pandemia;

 

  1. Também a Ordem dos Médicos, entidade idónea e credível, apresentou em novembro passado, um manual com procedimentos para evitar contágios por COVID-19, trabalho que visa dar conhecimento e formar os cidadãos sobre como se protegerem desta pandemia, referindo esta ordem profissional que a prática de exercício físico é extremamente importante para que os cidadãos se mantenham saudáveis, logo leva a crer que, caso existisse efetivamente alguma evidência nesse sentido, a Ordem dos Médicos não deixaria de alertar para o risco existente na frequência de ginásios, o que não sucedeu;

 

  1. Efetivamente, todos os estudos, bem como o consenso científico e da comunidade médica, indicam que os benefícios do exercício físico são reconhecidos por fortalecerem o sistema imunitário, o qual é preponderante para responder à infeção por este coronavírus, sendo nesse domínio os ginásios fundamentais para que os cidadãos possam praticar exercício físico, fortalecendo assim as suas defesas naturais para combater infeções;

 

  1. Assim, a decisão de encerramento dos Ginásios nos Concelhos de Alto Risco, prende-se apenas com a questão de redução de mobilidade dos cidadãos, e não por estes serem um local de risco acrescido para o contágio e disseminação da pandemia causada pela Covid-19.

 

Em suma, todos os estudos a nível mundial, realizados até ao momento, revelam que a taxa de utentes infetados em Ginásios é de apensa 0,28% na maioria dos Países.

A Plataforma Açores Portugal Activo | AGAP salienta a importância em manter todos os Açorianos informados sobre os reais benefícios da prática de Exercício Físico e evitar criar estigmas infundados relativamente aos ginásios.

Os ginásios são locais seguros, dispondo das condições adequadas para a salvaguarda da saúde dos seus utilizadores. As medidas de segurança adotadas, os investimentos realizados, os cuidados adotados pelos utilizadores e apertada supervisão por parte dos colaboradores dos ginásios são a melhor garantia para que estes espaços possam ser utilizados com tranquilidade.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO