“Europa contribuiu para a causa civilizacional que é a melhoria do bem-estar animal”, lembrou André Bradford

0
23
DR

O candidato do PS/Açores às eleições Europeias do próximo dia 26 de maio recordou, esta segunda-feira, que a “Europa também desempenhou e desempenha um papel, contribuindo efetivamente para a causa civilizacional que é o bem-estar animal”, considerando que “há ainda trabalho a desenvolver nesta área”.

André Bradford falava na Ribeira Grande, após ter assistido a uma iniciativa da Associação Animais de Rua, no caso particular de recolha de gatos errantes, para esterilização, através do método CED – Capturar, Esterilizar, Devolver.

O Socialista realçou que a “preocupação com o bem-estar animal surgiu na Europa em 1987, através da Convenção Europeia dos Direitos dos Animais”, tendo surgido nos últimos anos uma “legislação mais cuidada, no sentido de as sociedades se consciencializarem para a importância de tratarem bem os animais”.

O candidato do PS/Açores garantiu que irá “acompanhar esta causa ao longo dos próximos cinco anos, quando for o representante dos Açores no Parlamento Europeu”, frisando existir legislação comunitária que define regras para a “o uso de animais em investigação e para efeitos de entretenimento, exatamente porque essa é uma das preocupações dos cidadãos Europeus que merece especial atenção”.

André Bradford destacou “o trabalho meritório de associações que, como a Associação Animais de Rua, lutam em favor da causa animal, na maior parte das vezes de forma voluntária”.

Para o candidato Socialista “esta causa não substitui nenhuma das outras preocupações que temos enquanto Sociedade”, mas é “igualmente meritória” e deve “concentrar esforços e atenções, ao nível da consciência ambiental, de sustentabilidade, de preocupação com o planeta e com a sociedade”.

A esse respeito, André Bradford salientou o trabalho que tem vindo a ser feito pelo Governo dos Açores desde 2016 em matéria de bem-estar animal, passando de “uma sensibilidade para com o assunto” para “um sistema de apoio às associações que trabalham nesta área”.

“O Governo começou por apoiar cinco associações, no montante global de 50 mil euros, e hoje apoia sete associações, com 64 mil euros anuais, o que permite lançar campanhas de sensibilização e CED com outra solidez, com frequência, com consistência e com outros resultados”, destacou.

“Todos devemos estar sensibilizados e empenhados na causa do bem-estar animal, seja a nível local, regional, nacional e mesmo a nível Europeu”, finalizou o candidato do PS/Açores às eleições Europeias do próximo dia 26 de maio, André Bradford.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO