Faialense Raúl Goulart é um campeão nato…

0
16

Raúl Miguel de Freitas Dutra Goulart, nasceu a 11 de março de 1976, na cidade da Horta, ilha do Faial, encontrando-se a viver há alguns anos na ilha da Madeira. Frequentou a escola até ao secundário no Faial, e desde a sua infância até à idade adulta, foi sempre um individuo fisicamente ativo, praticando um leque variado de modalidades: atletismo (Clube Atletismo Faial), andebol e futebol (Sporting Horta), basquetebol (escolar), judo e patinagem (Sporting Horta), natação (Clube Naval Horta), vela e remo (Clube Naval Horta), e onde o sucesso desportivo o acompanhou sempre em todas as modalidades que praticou. E entre o Faial e a Ilha da Madeira, Raul Goulart tem concretizado sucessos atrás de sucessos. 

Entre todas estas modalidades, a que lhe despertou maior interesse foi o andebol, onde percorreu todos os escalões de formação no Sporting Clube da Horta. Praticou então andebol, desde os minis até aos seniores, sempre sob a orientação do Professor Rui Santos. Arrecadou em todos os escalões títulos de campeão Regional, mas a nível nacional a falta de competição regional influenciava sem dúvida o rendimento coletivo, onde o efeito da insularidade fazia se sentir.

Com 19 anos ingressou na Universidade dos Açores, na ilha Terceira, no curso de Engenharia Agrícola (94/95). A regularidade e a disciplina do treino ficam então para segundo plano, dando prioridade e maior atenção aos estudos superiores. Para colmatar aquele vazio em termos competitivos, formou uma equipa de andebol sénior na própria universidade. Em dois anos (95/96 e 96/97), foram bi-campeões de ilha e ingressaram na Série Açores, descendo no último ano (96/97), pela diferença de golos, dada a igualdade pontual de equipas. A equipa extinguiu-se e surgiu o convite para ingressar no Clube Juvenil Boa viagem (97/98), um grupo composto por atletas jovens e alguns experientes, classificando-se em 3º lugar, assegurando desta forma a manutenção.

O tempo foi passando e Raul Goulart conheceu Ana Neves, atual esposa do nosso interlocutor. O facto de ter conhecido Ana Neves, que na altura realizava os pré-requisitos necessários ao ingresso no curso de Educação Física, na Universidade da Madeira, levou Raul Goulart a repensar o rumo da sua vida. Era também uma formação que tinha ambição de realizar pela influência da sua infância desportiva. E se assim pensou, melhor o fez, pois foi viver para a ilha da Madeira. Terminou o curso de Educação Física, em 2004/2005. Pelo meio, foi “tirando” os níveis de treinador de andebol que a Federação exigia e recebeu o primeiro convite para treinar uma equipa de andebol de formação no Estreito (2001/2002). 

No ano seguinte foi treinar o Madeira Andebol Sad, no escalão de infantis e iniciados masculinos (2003/2004). Sempre ligado ao desporto e com a licenciatura no ramo do Desporto concluída, concorreu ao Gabinete Coordenador do Desporto Escolar da R.A.M. Inicialmente desempenhou funções no gabinete de formação e posteriormente assumiu a pasta de coordenação do andebol Regional Escolar (2007/2008). Nesse mesmo ano, Raúl Goulart decide tirar mais um nível do curso de treinadores (Nível III).

Ainda nesse ano, abraçou um projeto na zona do Caniço, de iniciação ao andebol, a convite da Associação de Andebol da Madeira, representando um clube do concelho, o Cruzado Canicense, que teve uma duração de dois anos, e que movimentava cerca de 60 atletas (minis). Ora, novamente vieram os títulos. E com o tempo e os títulos a choverem, Raul Goulart foi convidado por o Académico Clube Desportivo, do Funchal. No primeiro ano teve a seu cargo uma equipa de iniciados masculinos. Mais uma vez, os títulos voltaram a falar mais alto, e Raul Goulart sagrou-se vice-campeão regional, conquistando o torneio mais antigo de andebol de Portugal, o Madeira Handball. No ano seguinte (2007/2008), com o mesmo escalão e com alguns atletas que permaneceram, foi campeão regional e alcançou o acesso ao campeonato nacional. 

Em 2010, surge uma proposta para fazer parte da equipa técnica de andebol sénior, como adjunto no Madeira Andebol Sad. “Aceitei, e cumpri a ambição de ingressar no alto rendimento. Foram dois anos inesquecíveis, pois fomos duas vezes consecutivas vice-campeões nacionais, ganhando a clubes com o dobro do nosso orçamento. E na Taça de Portugal, fomos finalistas na época 10/11, perdendo com o Benfica na final”. 

No ano seguinte, marcaram presença na final Four da Taça de Portugal. Na Supertaça disputada em Portimão, alcançou o terceiro lugar, vencendo o Futebol Cube do Porto. As duas conquistas de vice-campeões nacionais, deram acesso as competições europeias.

Então na época 2010/2011, a sorte “bafejou” Raul Goulart com um grande clube oriundo da Áustria. Conseguiram empatar em casa, e fora perderam por sete bolas, acabando por serem eliminados da prova E.H.F.. No ano seguinte, através do sorteio saiu uma equipa desconhecida das ilhas Faroé. Conseguiu eliminá-los e de seguida veio um “tubarão” do andebol, o Presov, tendo perdido a eliminatória na Eslováquia.

“Como não sou uma pessoa de ficar estagnado, frequento muito o ginásio, bem como tenho o hábito de correr, quer em ambiente competitivo, quer de lazer. Logo, surgiu o convite para pertencer a uma equipa de triatlo, o Clube Desportivo Nacional. Foi mais um grande desafio e em janeiro de 2013, abracei esta modalidade com muito gosto e não estou nada arrependido. Participei em março como estreia num aquatlo (corrida/natação), após este, realizei o meu primeiro triatlo na vila de Porto Moniz (natação/bike/corrida) e em abril cometi a proeza de concluir um Half Iron Man da “Costa Laurissilva”. Após estas provas realizei um triatlo olímpico, bem com alguns duatlos”.

Aliás, Raúl Goulart frisou à nossa reportagem, que gostaria de realizar um trialto no Arquipélago Açoriano, onde estão as suas raízes, mas a falta de apoios tem condicionado tal pretensão.

“Termino afirmando com quatro palavras que fazem parte do meu dicionário desportivo… 

SUPERAÇÃO, DISCIPLINA, MOTIVAÇÃO, E MUITO EM-PENHO…”.

*Jornalista e Licenciado em Psicologia    

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO