Faria e Castro destaca promoção e rentabilização da “centralidade Atlântica” dos Açores

0
16
DR
DR

O Subsecretário Regional da Presidência, Pedro Faria e Castro, referiu ontem, na Horta, que o Governo Regional dos Açores está a “promover e a rentabilizar a centralidade atlântica da Região e a sua inserção no sistema de relações internacionais”.

Nesse sentido, Pedro Faria e Castro, que falava na Assembleia Legislativa Regional, no âmbito do debate do Plano e Orçamento do Governo para 2021, destacou o posicionamento dos Açores “no quadro da Relação Transatlântica e as relações com os Estados Unidos”.

“Atendemos à cooperação da Região com outras entidades subestatais e até mesmo estatais”, asseverou o governante, dando como exemplo “Cabo verde, Estados e Províncias dos Estados Unidos, do Canadá e do Brasil”.

Na área das relações externas, Pedro Faria e Castro sublinhou a participação dos Açores “no processo de construção europeu”, relevando a participação nos eventos da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia e, “principalmente, na Presidência da Conferência das Regiões Ultraperiféricas”.

Relativamente ao Plano desta área da governação, Pedro Faria e Castro adiantou que as ações inscritas “totalizam 1,55 milhões de euros”.

“Os projetos repartem-se por cinco áreas”, avançou o responsável, nomeadamente o apoio à Comunicação Social, o Jornal Oficial, a Coordenação da Atividade Governativa, as Relações com o Atlântico e os Açores no Espaço Europeu.

Nos projetos referidos, Pedro Faria e Castro destacou um apoio de 850 mil euros para a Comunicação Social e o “financiamento de obrigações específicas de serviço público de notícias e televisão, este último dirigido à Rádio e Televisão de Portugal e à Lusa, a atribuir mediante acordos específicos, num valor de 127 mil euros”.

“O investimento na comunicação institucional e na presença web de todo o Governo” é também uma garantia, disse Pedro Faria e Castro, através da realização de “investimento em plataformas eletrónicas de comunicação e relacionamento com os cidadãos”.

Pedro Faria e Castro destacou ainda a Conferência sobre o Futuro da Europa, “simbolicamente lançada no próximo dia 9 de maio, sob a égide das Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia”.

Nesse âmbito, concluiu o governante, espera-se que os Açores “possam ver a sua participação reforçada no processo de integração europeia”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO