Farturas “Claro” fazem as delícias dos faialenses há 28 anos

0
34

Para muitos faialenses, passar pela Semana do Mar sem fazer uma paragem na barraquinha das farturas é o mesmo que ir a Roma e não ver o Papa. As farturas quentinhas das Farturas “Claro” têm um sabor especial na Semana do Mar, e há quem não dispense o tradicional copo de sangria a acompanhar. Nelma Claro é a proprietária das Farturas “Claro”, e há 28 anos que vem da Terceira para a ilha Azul fazer as delícias dos faialenses na primeira Semana de Agosto. Tribuna das Ilhas passou pela barraquinha, na azafama dos preparativos, e esteve à conversa com a dona Nelma.

Nelma Claro é natural de Espinho, no entanto há mais de 30 anos que vive na ilha Terceira, para onde foi acompanhar o marido, Mário, antigo sargento da Força Aérea. Foi na Terceira que, quase por acaso, embarcou na aventura das farturas, espicaçada pela irmã e o cunhado, que já o faziam em Espinho. A vinda para o Faial ocorreu da mesma forma., como nos explica: “a dada altura sugeri ao meu marido que pegássemos na tenda de campismo, fôssemos até ao Faial e falássemos com a Comissão da Semana do Mar para vender farturas. Liguei para cá e o senhor Ferreira, que estava à frente da organização, disse-me que já era muito tarde. No entanto, passados uns dias, telefonou-me, e propôs-me que eu concorresse através de carta fechada. Apresentei uma proposta, na altura de 25 contos. A proposta foi aceite, e o senhor Ferreira telefonou-me logo. E eu tratei das coisas e vim para cá”, conta.

Nelma não consegue evitar um sorriso ao recordar o primeiro ano em que esteve a trabalhar na Semana do Mar: “trabalhei naquelas barraquinhas rectangulares mais pequeninas”, lembra, destacando o sucesso que as farturas e a sangria fizeram junto dos faialenses. Sem mãos a medir, Nelma e o marido viram-se a braços com a falta de espaço, como recorda:  “o espaço era tão pequenino que o meu marido estava a servir os clientes com um pé dentro da barraca e outro fora”, conta-nos.

De então a esta parte, Nelma nunca mais faltou à chamada. As Farturas “Claro” têm marcado sempre presença na Semana do Mar, e a sua proprietária garante que gosta de cá estar: “somos sempre bem recebidos e acarinhados”, frisa. Neste momento, as Farturas “Claro” existem apenas em função da Semana do Mar, já que Nelma deixou de participar nas Sanjoaninas há alguns anos. Apesar de ter uma festa na Terceira mesmo ao pé de casa ao mesmo tempo que a Semana do Mar, é para o Faial que ruma todos os anos no final de Julho. Na bagagem, só o indispensável. Tudo o resto é adquirido no Faial, e a economia local agradece. “Compro os ingredientes aqui, fico hospedada aqui, e as colaboradoras que trabalham comigo são de cá”, diz.

Leia a reportagem completa no ESPECIAL SEMANA DO MAR do Tribuna das Ilhas, que acompanha a edição impressa de 30.07.2010

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!