FUNDOPESCA ativado

0
25

O Conselho Administrativo do FUNDOPESCA decidiu hoje, por unanimidade, fixar em 254,62 euros o montante de apoio a atribuir aos trabalhadores da pesca em regime de exclusividade, devido ao registo de 15 dias intercalados de inatividade das embarcações provocada pela agitação marítima.

 Foram analisados os dados relativos às descargas em lota no arquipélago desde dezembro, que determinaram os critérios para a atribuição do fundo de compensação salarial que, pela primeira vez, abrange mais classes profissionais e vai permitir a acumulação com o pagamento de outros apoios sociais.

Na ocasião, o secretário regional dos Recursos Naturais destacou a importância desta ferramenta, acionada quando as condições meteorológicas impossibilitam durante longos períodos a faina no mar, que “garante aos pescadores um rendimento que é calculado com base nos dias de inatividade e em função das condições que estão consagradas”.

Em reação à ativação do FUNDOPESCA, o PSD/Açores mostrou-se satisfeito, no entanto considera que a decisão de ativar o fundo “peca por tardia, apesar de todos os alertas que foram sendo feitos”. Para o deputado Luís Garcia, esta activação demorou demasiado tempo e “só foi tomada agora por causa da crescente pressão dos próprios pescadores e dos partidos políticos da oposição que sempre defenderam a ativação do FUNDOPESCA mesmo quando o Governo Regional e o PS diziam que tal não se justificava”.