Governo avança com requalificação da entrada nascente da Povoação

0
4

A Secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas assinou hoje, na Povoação, o auto de consignação da empreitada de requalificação da entrada nascente desta vila, cumprindo assim um compromisso assumido com os Povoacences, de reforço das condições de segurança daquela zona.

“É para isso que trabalhamos, para melhorar as condições de vida dos Povoacenses, dos Açorianos e de todos aqueles que escolheram as nossas nove ilhas para viver, recebendo também com qualidade e segurança todos aqueles que nos visitam”, afirmou Ana Cunha.

Esta obra tem como principal objetivo assegurar a capacidade de escoamento das ribeiras em caso de aumento significativo do caudal, bem como aumentar a segurança da circulação pedonal e rodoviária nesta entrada da Povoação.

A titular da pasta das Obras Públicas lembrou que o troço a intervencionar possui uma largura bastante reduzida, provocando constrangimentos na circulação na zona das pontes sobre as ribeiras do Purgar e dos Lagos.

“Acresce o facto de as linhas de água das duas ribeiras serem transpostas por duas pontes em arcos de pedra, que limitam a secção de vazão, tendo já ocorrido no passado galgamentos de água”, recordou.

Assim, a intervenção prevê a execução de um novo tabuleiro, com recurso a vigas pré-fabricadas, de forma a minimizar o tempo de interrupção da via, incluindo ainda esta empreitada a reabilitação do pavimento da estrada regional junto à Lomba do Alcaide.

“Na prática, os trabalhos a executar contemplam a demolição das duas pontes e a sua substituição por estruturas novas em betão armado, adaptadas a um novo perfil transversal da estrada, que comportará uma faixa de rodagem de sete metros de largura, ladeada por passeios de ambos os lados”, salientou Ana Cunha.

A Secretária Regional adiantou que estas novas estruturas “garantirão um aumento considerável da secção de vazão das ribeiras, essencial para a salvaguarda de pessoas e bens em caso de mau tempo extremo e incremento extraordinário do caudal das ribeiras”.

Ana Cunha referiu que “está ainda prevista a execução de muros de suporte em betão armado, para alargamento da plataforma da estrada, numa extensão de 130 metros”, enquanto a intervenção na subida da Lomba do Alcaide prevê a reabilitação do pavimento e do sistema de drenagem ao longo de 1,5 quilómetros de estrada, incluindo também o alargamento da plataforma.

A empreitada foi adjudicada à empresa Marques, S.A., pelo valor de 1,2 milhões de euros, com um prazo de execução de 120 dias.

Paralelamente, será executada uma passagem provisória, a jusante da ponte, que irá permitir a circulação de veículos e pessoas entre as duas margens da ribeira.

Ana Cunha salientou ainda que será mantido o edifício onde funcionam os serviços administrativos da Secretaria Regional dos Transportes e Obras Públicas, de forma a manter o enquadramento arquitetónico desta zona.

“Esta é a razão pela qual está igualmente prevista uma intervenção nas pontes, que irá contribuir para a preservação da identidade arquitetónica do conjunto edificado, sendo, no entanto, privilegiada a solução de engenharia que melhor soluciona os problemas existentes de estabilidade, circulação rodoviária e pedonal e área de vazão”, afirmou a Secretária Regional.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO