Governo dos Açores aposta na melhoria permanente dos serviços prestados nos Postos de Atendimento Agrícola, afirma João Ponte

0
15
DR

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou hoje, em S. Miguel, que o Governo dos Açores está empenhado e a trabalhar para melhorar permanentemente os serviços prestados nos Postos de Atendimento Agrícola, quer em termos de proximidade, quer ajudando os agricultores a resolver de forma mais rápida os assuntos que são prestados naqueles espaços.

“Gostaria de anunciar que, a partir de outubro, o Posto de Atendimento Agrícola sedeado na Cooperativa Agrícola do Bom Pastor passará a disponibilizar mais serviços, designadamente a possibilidade dos agricultores apresentarem candidaturas aos benefícios ao gasóleo agrícola e candidaturas ao POSEI, entre outros sistemas de apoio, para servir ainda melhor os agricultores”, adiantou João Ponte.

O governante, que falava no final de uma reunião com a nova Direção da Cooperativa Agrícola do Bom Pastor, acrescentou que está a decorrer um concurso público para contratar mais um funcionário para este posto de atendimento, de modo a reforçar a atual equipa de dois elementos.

João Ponte revelou que os Postos de Atendimento Agrícola da ilha de São Miguel foram responsáveis, no ano passado, por mais de 5.000 processos de candidaturas, a que se somam quase 34 mil movimentos no Sistema Nacional de Informação e Registo Animal (SNIRA), surgindo o Posto de Atendimento dos Arrifes em terceiro lugar, com 5.009 registos.

“Os quase 80 Postos de Atendimento Agrícola e SNIRA na Região são responsáveis por uma média anual de 200 mil atendimentos”, revelou João Ponte, salientando que se trata de serviços de proximidade onde é possível receber apoio técnico para a realização de tarefas administrativas a que os produtores estão legalmente obrigados, como sejam os registos de movimento (compra, venda, abate, nascimento e óbito de animais) e a emissão de guias de transporte.

Além disso, podem ser efetuadas nestes serviços candidaturas, por exemplo, ao Programa de Apoio à Modernização Agrícola e Florestal (PROAMAF), criada a identificação do beneficiário, atualizar parcelares e emitir passaportes para os animais.

João Ponte anunciou também que, a partir de hoje, está disponível em 17 Postos de Atendimento, integrados nos Serviços de Desenvolvimento Agrário, o acesso gratuito à Internet, através da rede Wi-Fi designada AGI@wifi, permitindo aos agricultores rentabilizar o seu tempo enquanto estão nos serviços.

“Trata-se de mais uma valência que visa servir cada vez melhor os nossos agricultores, permitindo-lhes beneficiar das novas tecnologias”, disse João Ponte, acrescentando que, numa segunda fase, este serviço será alargado a todos os Postos de Atendimento localizados nos Serviços de Desenvolvimento Agrário.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO