Governo dos Açores assegura abastecimento alternativo por via aérea à ilha do Corvo

0
12
DR

O Governo dos Açores, através da Secretaria Regional dos Transportes e Obras Públicas, continua a assegurar o abastecimento alternativo por via aérea à ilha do Corvo, dando resposta às necessidades que os empresários da ilha vão transmitindo ao Fundo Regional de Coesão, que mantém um acompanhamento permanente da situação.

Devido às condições de mar, o navio ‘Lusitânia’, da Empresa de Barcos do Pico, não conseguiu realizar a viagem entre o Porto da Horta, o Porto da Casa, no Corvo, e o Porto das Lajes das Flores na última semana, tendo sido, por isso, acionados de imediato os mecanismos alternativos previstos pelo Governo dos Açores no âmbito da estratégia de acompanhamento do abastecimento regular de mercadorias à ilha do Corvo.

Para tal, foi criada uma ponte aérea que permitiu o envio de mais de 2.500 quilos de mercadoria diversa, incluindo fruta e legumes frescos, farinha, carne e outros produtos alimentares, destinados aos supermercados, mercearias, restaurantes e à Santa Casa da Misericórdia daquela ilha.

Neste momento, o navio ‘Lusitânia’ encontra-se no Porto da Horta, carregado com mercadoria diversa e com uma tripulação de prevenção, a aguardar a melhoria do estado do mar para que seja possível efetuar a referida ligação.

Desde o início da operação, no seguimento da passagem do furacão Lorenzo, já foram transportadas para a ilha do Corvo, por via aérea, mais de 10 toneladas de mercadorias diversas, através da SATA e da Força Aérea, e mais de 1.500 toneladas por via marítima, através dos navios ‘Lusitânia’ e ‘Cecília A.’, da Empresa de Barcos do Pico.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO